Brasil vai produzir remédios para a aids na África

Brasil vai produzir remédios para a aids na África
13/07/2012 13:30 - agência brasil


A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) vai inaugurar, no próximo dia 21, uma fábrica de medicamentos antirretrovirais para o tratamento da aids no Continente Africano. Depois de quatro anos de planejamento e construção, as instalações em Maputo, capital de Moçambique, estão prontas. A fábrica será capaz de produzir 21 tipos de remédios para o combate à doença.

Segundo a Fiocruz, na primeira etapa os medicamentos serão suficientes para atender às necessidades de Moçambique, um dos países com maior incidência de aids no mundo - um infectado a cada três habitantes. A previsão é que em dois anos a produção seja capaz de atender toda a África Subsaariana.

O investimento total no projeto e na construção foi estimado em cerca de R$ 200 milhões. O governo do Brasil contribuiu com a metade do valor, aproximadamente. Também houve doações de empresas privadas, como a multinacional brasileira Vale, que atua na África nas áreas de mineração e transporte ferroviário.

Na inauguração, que está marcada para sábado, dia 21 de julho, a presidente Dilma Rousseff será representada pelo vice, Michel Temer.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".