Sexta, 23 de Fevereiro de 2018

SOLIDARIEDADE

Brasil vai doar US$ 2 milhões para o Haiti

26 OUT 2010Por 00h:26

O governo brasileiro anunciou ontem (25) que vai destinar US$ 2 milhões para ações  que ajudem a combater o surto de cólera que atinge o Haiti. O dinheiro será usado para a compra de medicamentos e de equipamentos para os hospitais locais. A epidemia da doença já matou pelo menos 259 pessoas no país. Mais de 3 mil pessoas já foram diagnosticas com cólera.

A decisão foi tomada em uma reunião entre o Ministro das Relações Exteriores, chanceler Celso Amorim, o embaixador do Brasil no Haiti, Igor Kipman, e representantes do Ministério da Saúde e da Defesa, em Brasília.

Já amanhã (27), o governo brasileiro vai encaminhar dois médicos epidemiologistas para ajudar as autoridades sanitárias do país no combate à doença. Junto com os médicos, serão transportados 10 mil frascos de  hipoclorito de sódio para purificação da água, 12.600 envelopes de 1 litro de sais para reidratação oral, 12.600 envelopes de 1 litro de soro injetável, 43 mil luvas e 16.200 equipamentos para aplicação de soro. O voo da Força Aérea com os médicos e os medicamentos partirá do Rio de Janeiro. Desde a semana passada, técnicos do Ministério da Saúde já estão no país auxiliando agentes haitianos.

Além dos US$ 2 milhões que serão destinados para a compra de medicamentos e equipamentos, o governo brasileiro também não descarta a transferência de recursos autorizados, por meio de crédito extraordinário, para ações específicas do escritório da Organização Pan-Americana de Saúde no Haiti.

Ainda ontem, o comandante militar da Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (Minustah), o general brasileiro Luiz Guilherme Paul Cruz, e o representante Especial Adjunto do Secretário-Geral das Nações Unidas para o Haiti, Nigel Fisher, foram para as às áreas mais afetadas, entre elas a região agrícola de Artibonite. O objetivo da visita é avaliar a situação e elaborar plano de contingência para a eventualidade de a infecção atingir a capital, Porto Príncipe.

Leia Também