quinta, 19 de julho de 2018

CELULARES

Brasil tem mais de 205 milhões de acessos

27 FEV 2011Por infomoney12h:39

Com mais de 2,2 milhões de adesões em janeiro, o Brasil superou a marca de 205,15 milhões de acessos de telefonia móvel, de acordo com dados da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) divulgados nesta sexta-feira (25).

Deste total, 82,32% são pré-pagos, o que totaliza mais de 168,88 milhões de aparelhos. O restante (36,26 milhões) é de números pós-pagos. Agora, a cada 100 brasileiros, 105,74 têm um número de celular, ou seja, há mais de uma linha para cada habitante.

Entre dezembro de 2010 e janeiro deste ano, o crescimento do número de acessos foi de 1,09%.

Os terminais 3G (banda larga móvel) totalizaram, no primeiro mês do ano, 22,567 milhões de acessos.

Teledensidade
Considerando as regiões, Centro-Oeste, Sudeste e Sul têm mais de um celular por habitante. O Centro-Oeste foi o que apresentou o maior número de linhas a cada 100 habitantes (126,3), sendo que a região totaliza 17,96 milhões de acessos.

O Sudeste vem em seguida, com 115,44 acessos a cada 100 habitantes, lembrando que a região tem pouco mais de 93,815 milhões de linhas. Na região Sul, a teledensidade foi de 109,47 linhas em janeirro, no Norte, de 89,27, e no Nordeste, de 88,83.

Na análise por cidades, Salvador tem 158,39 acessos a cada 100 habitantes, ficando em primeiro lugar. Em seguida, vêm Distrito Federal (149,85), São Paulo (131,76), São José dos Campos (interior paulista), com 131,69, e Goiânia (129,31).

Operadoras
Quanto à participação das operadoras no mercado de telefonia móvel, a Vivo continua liderando, com 29,65% do total dos acessos, chegando a 60,823 milhões de linhas no mês passado. Em segundo lugar, aparece a Claro, com 25,46% do mercado ou 52,241 milhões de números.

No ranking ainda estão TIM e Oi, com 25,26% e 19,28% de participação, respectivamente. A TIM detém 51,813 milhões de linhas, ao passo que a Oi representa 39,552 milhões de acessos. CTBC, Sercomtel e Unicel detêm 0,3%, 0,04% e 0,01% do mercado de telefonia móvel, nesta ordem.

Considerando a tecnologia adotada, a maioria (87,07%) é GSM.
 

Leia Também