Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quinta, 15 de novembro de 2018

De devedor a credor

Brasil pode emprestar dinheiro

17 AGO 2012Por Terra07h:31

De 2002 a 2012, o Brasil conseguiu o que parecia impossível, o montante de reservas internacionais saiu de US$ 37,8 bilhões, acumulados com empréstimos do Fundo Monetário Internacional (FMI), para US$ 373,7 bilhões. Esse crescimento de reservas ocasionou uma inversão do status quo: recentemente, o FMI pediu dinheiro ao Brasil, para ajudar na violenta crise que assola a Europa.

Um empréstimo nesse momento poderia ser uma manobra arriscada, mas envolve lucros e questões além das econômicas, como explica o economista da Fundação de Economia e Estatística (FEE) e professor da PUCRS Alfredo Meneghetti. "O Brasil tem uma relação política muito adequada com a Europa, os riscos seriam relacionados aos países que estão em situação mais complicada, como Grécia, Espanha e Itália", afirma.

O grande montante de reservas internacionais proporciona ao Brasil a possibilidade de emprestar dinheiro sim. Porém, para Meneghetti, há motivações extras. "Existem ganhos políticos, principalmente em um ano eleitoral. Externamente, seria bom, pois buscamos cadeiras em organizações internacionais, daí o interesse de estar noticiando, divulgando, mostrando pra comunidade internacional que existem grandes reservas", destaca.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também