Sexta, 23 de Fevereiro de 2018

esporte

Brasil olímpico deve mudar no Mundial

11 FEV 2011Por FOLHA ONLINE06h:34

É muito provável que a maioria dos jogadores que formam a seleção brasileira sub-20 não consiga desfrutar do próprio sucesso.

O técnico Ney Franco deu a entender ontem que o time vai mudar muito para o Campeonato Mundial da categoria, que será disputado na Colômbia, em julho e agosto.

A presença de atletas deste grupo nos Jogos de Londres-2012 é ainda mais improvável, já que o limite de idade aumenta para 23 anos.

O treinador da seleção brasileira sub-20 admitiu que a convocação para o Sul-Americano do Peru, que termina amanhã, baseou-se mais na fama dos jogadores do que em avaliações técnicas.

"Eu terminei o Brasileiro [da Série B] pelo Coritiba e assumi a seleção", disse Ney Franco. "Tive que fazer a convocação muito em cima dos atletas que já conhecia."

Franco disse que a seleção sub-20 vai mudar até o Mundial. "Agora eu tenho tempo para avaliar outros jogadores", declarou. "Tenho alguns observadores que acompanharam torneios, como a Copa São Paulo."

O técnico se disse satisfeito com o rendimento de seu time no Sul-Americano.

"Chamei 26 jogadores para os treinos, tive que fazer cortes e, depois, mexer no time durante a competição. Todos os que vieram para cá foram testados", disse o técnico.

A dois dias da "final" do torneio, contra o Uruguai, os jogadores tentam não se mostrar preocupados com o futuro. "O objetivo é ser campeão aqui, fazer um bom trabalho no clube e, depois, pensar no Mundial", declarou Danilo, do Santos.

Para o volante Casemiro, do São Paulo, o título do Sul-Americano sub-20 pode valer até um lugar na próxima Olimpíada. "Vamos tentar deixar uma preocupação boa para o Mano Menezes [técnico da seleção principal]."

Do time campeão do Sul-Americano de 2007, só dois atletas foram para a Olimpíada de Pequim, no ano seguinte: o volante Lucas e o atacante Alexandre Pato.

A apenas uma rodada do final do Sul-Americano, a seleção brasileira está garantida no Mundial da Colômbia e muito próxima de uma das duas vagas para a Olimpíada de Londres de 2012.

O Brasil é vice-líder do hexagonal final, com nove pontos, três a mais que a Argentina. E tem seis gols de saldo a mais que os arquirrivais.

Só uma improvável combinação de resultados impede a classificação da seleção para a próxima Olimpíada.

A equipe de Ney Franco teria que perder para o Uruguai (o líder do Sul-Americano, com dez pontos), enquanto a Argentina precisaria vencer a Colômbia por larga margem de gols.

Leia Também