Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 17 de dezembro de 2018

esporte

Brasil leva dois bronzes na Copa do Mundo de Judô

28 FEV 2011Por ESTADÃO04h:11

Maria Suellen Altheman e Rafael Silva, ambos da categoria peso pesado, fecharam este domingo com medalhas de bronze para o Brasil em etapas da Copa do Mundo de Judô. Ela obteve o feito em Praga, na República Checa, enquanto ele ficou em terceiro lugar em Varsóvia, na Polônia.

As conquistas das medalhas marcaram o fim da participação do Brasil no Circuito Mundial da Europa neste início de ano. Com os dois pódios garantidos, o País já contabiliza 16 medalhas na temporada, levando-se em conta o Master de Baku, o Grand Slam de Paris, o Grand Prix de Dusseldorf e as Copas do Mundo de Budapeste e Varsóvia (masculino) e Oberwart e Praga (feminino). Em nenhuma destas competições os brasileiros deixaram de subir ao pódio ao menos uma vez.

Ao total, 12 judocas diferentes conquistaram medalhas, com destaque para o pesado Rafael Silva, que teve "100% de aproveitamento" com pódios nas três competições que disputou - foi medalhistas de ouro em Budapeste e de bronze em Dusseldorf e Varsóvia. Já as mulheres "marcaram território" com nove pódios em seis das sete categorias olímpicas em que foram para o tatame. Entre elas, Rafaela Silva brilhou com o ouro na categoria 57kg no Grand Prix de Dusseldorf.

Já medalhas de prata vieram com Leandro Guilheiro (81kg, Masters Baku) e Tiago Camilo (90kg, Grand Slam de Paris) e com Erika Miranda (52kg), Ketleyn Quadros (57kg) e Maria Portela (70kg), todas essas na Copa do Mundo de Oberwart.

Também neste domingo, a peso médio Maria Portela e o meio-pesado Leonardo Leite terminaram em quinto lugar nas respectivas etapas de Praga e Varsóvia da Copa do Mundo.

Campanha comemorada

Os respectivos técnicos da seleção brasileira feminina e masculina de judô, Rosicleia Campos e Luiz Shinohara, avaliaram a campanha dos judocas do País na Europa com entusiasmo após as etapas da Copa do Mundo encerradas neste domingo.

"Rafael Silva fez uma bela campanha nos três torneios, pegando adversários difíceis e se saindo muito bem. Os ligeiros também disputaram medalhas e mostraram evolução", disse Shinohara, referindo-se a Felipe Kitadai (bronze e quinto lugar) e Breno Alves (dois quintos lugares). "Valeu a competitividade da equipe. Mesmo quem não ganhou medalha lutou bem, como o Leonardo Leite, e mostrou bom potencial, como o Marcelo Contini, no leve. Mas o número de quintos lugares mostra que poderíamos ter terminado ainda melhor e com mais medalhas", avaliou.

Já Rosicleia destacou o amadurecimento das atletas brasileiras. "Essa diversidade de atletas no pódio mostra que amadurecemos bastante. Isso se deve aos treinamentos de campo nacional e internacional. As meninas também estão mais atentas e ouvindo mais durante as lutas", avaliou a técnica, que depois reforçou: "Temos uma preocupação no 63kg, a única categoria que não medalhou, mas estamos confiantes para o Campeonato Pan-Americano de abril. Temos uma longa caminhada até o Mundial desse ano".

Após o fim das disputas em solo europeu, os judocas do Brasil seguem esta semana para a disputa do Campeonato Sul-Americano e da Copa Pan-Americana, em Guayaquil, no Equador. A equipe feminina será comandada pelo técnico Carlos Hespanha e terá Taciana Lima (48kg), Andressa Fernandes (52kg), Ketleyn Quadros (57kg), Mariana Silva (63kg), Maria Portela (70kg), Nádia Merly (78kg)e Maria Suelen Althemann (mais de 78kg). Já os homens serão comandados por Mario Sabino e estão escalados com Daniel Moraes (60kg), Luis Revite (66kg), Marcelo Contini (73kg), Nacif Elias (81kg), Rodrigo Luna (90kg), Alex Aguiar (100kg) e João Gabriel Schlittler (mais de 100kg). Ambas competições valem pontos no ranking que classifica o País para os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, em 2011.
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também