quarta, 18 de julho de 2018

SUB-20

Brasil enfrenta a Argentina no Sul-Americano

6 FEV 2011Por 00h:01

O mais esperado confronto do Campeonato Sul-Americano Sub-20 vai acontecer neste domingo, às 23h10(de Brasília), quando Brasil e Argentina se encontram no Estádio Monumental de la UNSA, em Arequipa, no Peru, pela segunda rodada do hexagonal final. Os brasileiros, que fizeram 2 a 0 na Colômbia na quinta-feira passada, lideram com seis pontos, enquanto os argentinos, embalados pelo triunfo de 3 a 2 diante do Chile, de virada, aparecem com três pontos.

Caso volte a vencer, o time canarinho, dependendo de uma combinação de resultados, vai garantir vaga no Mundial Sub-20, que acontecerá a partir de julho, na Colômbia. Os quatro primeiros garantem vaga na competição. Porém a meta principal é uma vaga nos Jogos Olímpicos de 2012, em Londres. Mas esse privilégio será dado apenas aos dois melhores times deste Sul-Americano.

Ney Franco, técnico da Seleção Brasileira, tem procurado trabalhar o lado psicológico dos jogadores para a partida deste domingo. O treinador considera o confronto sem favoritismo, apesar de a campanha do Brasil ser superior.

- Estamos falando dos dois países que mais revelam jogadores de qualidade e por isso mesmo montam grandes times. É um jogo que pode ter qualquer resultado e por isso mesmo temos que estar muito bem preparados, em todos os aspectos - disse Ney.

Os jogadores canarinhos também reconhecem se tratar de um confronto especial, mas lembram que não podem entrar na catimba dos rivais.

- O mais importante é somarmos os três pontos, que nos deixariam em uma situação incrível em termos de tabela de classificação. Portanto, temos que encarar a partida como sendo tão importante como as demais. Não podemos cair na armadilha de colocar ainda mais pressão no clássico, pois é um confronto cercado de catimba e de muita rivalidade - alertou o goleiro Gabriel.

Para este jogo Ney Franco vai mais uma vez repetir a escalação que considera titular. Isso porque o volante Casemiro, que era dúvida por conta de uma indisposição estomacal, vai a campo por já estar recuperado.

Se o Brasil vem se preparando muito bem para esse clássico, com Ney Franco inclusive analisando o estilo de jogo rival, pelo lado da Argentina o técnico Walter Perazzo acredita que sua equipe deve se preocupar mais com seu próprio estilo. Ele entende que os argentinos terão grande chance de gtanhar caso repitam a exibição apresentada do segundo tempo do jogo contra o Chile.

- Nós provamos que temos condições de impor um ritmo de jogo capaz de desequilibrar qualquer adversário. Portanto, estou confiante de que podemos derrotar a Seleção Brasileira, apesar de todo o respeito que esse adversário merece - analisou o treinador, que vem prometendo para a imprensa de seu país uma equipe atuando de forma bem ofensiva.

Neste jogo a Argentina não poderá contar com o meia Héctor Cardozo, suspenso por acúmulo de cartões amarelos. Ezequiel Cirigliano deverá ser escolhido como o substituto.

OUTROS JOGOS: Mais duas partidas completam a rodada de domingo pelo hexagonal final. O primeiro duelo, programado para 18h50(de Brasília), vai reunir Uruguai e Chile. A Celeste tem quatro pontos e pode dar um grande passo caso consiga ganhar. Os chilenos vivem um drama no torneio, pois ainda não pontuaram nesta reta decisiva. Um pouco mais tarde, às 21h(de Brasília), o Equador, que tem quatro pontos, pega a Colômbia, que também não conseguiu somar pontos. Na última rodada Uruguai e Equador empataram por 1 a 1, enquanto os argentinos derrotaram os chilenos por 3 a 2.

FICHA TÉCNICA
ARGENTINA X BRASIL

Local: Estádio Monumental de la UNSA, em Arequipa (Peru)
Data: 6 de fevereiro de 2011 (Domingo)
Horário: 23h10(de Brasília)
Árbitro: não divulgado pela organização

ARGENTINA: Esteban Andrada, Germán Pezella, Nicolás Tagliafico, Hugo Nervo e Leonel Galeano; Bruno Zuculini, Ezequiel Cirigliano, Rodrigo Battaglia e Michael Hoyos; Facundo Ferreyra e Sergio Araujo
Técnico: Walter Perazzo

BRASIL: Gabriel, Danilo, Bruno Uvini, Juan e Alex Sandro; Casemiro, Fernando, Lucas e Oscar; Neymar e Willian José
Técnico: Ney Franco

Leia Também