Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

seleção

Brasil cai para 5º em ranking Fifa; Argentina agora é a 4ª

9 MAR 11 - 11h:24veja online

Depois de duas derrotas consecutivas em amistosos importantes, a seleção brasileira treinada por Mano Menezes caiu no ranking da Fifa neste mês de março. Agora, o Brasil é só o quinto colocado no ranking, perdendo a quarta posição para sua maior rival, a Argentina. Na última rodada de amistosos internacionais, os argentinos bateram Portugal por 2 a 1, enquanto o Brasil perdeu por 1 a 0 para a França. No amistoso anterior, a Argentina derrotou o Brasil por 1 a 0 em Abu Dhabi.

Além de se tornar a melhor seleção da América do Sul no ranking, a Argentina ultrapassa o Brasil a poucos meses da disputa da Copa América, que a seleção do craque Lionel Messi disputará em casa, no meio do ano. O Brasil tem em sua agenda jogos contra a Escócia e contra a Holanda antes de viajar ao país vizinho para disputar o torneio continental. O próximo compromisso, contra os escoceses, no estádio Emirates, em Londres, será no próximo dia 27 de março, domingo.

A troca de posições entre Argentina e Brasil foi a única grande mudança no ranking da Fifa neste mês. As três primeiras colocações ficaram inalteradas: Espanha (campeã mundial), Holanda (vice) e Alemanha (a terceira colocada na Copa) são as melhores seleções do planeta conforme a lista. Entre os dez primeiros, a única outra alteração foi a queda de Portugal, agora nono colocado, trocando de posto com a Croácia, oitavo. Os croatas ganharam da República Checa por 4 a 2.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

SEGUNDO SEMESTRE

Toffoli marca julgamento sobre porte de drogas e frete rodoviário

COPA AMÉRICA

Habituado ao Maracanã, Gatito quer vitória do Paraguai: 'Já levantei troféu aqui'

EUA

Dias antes de se lançar à reeleição, Trump diz que mercado terá 'crash' se perder

GOVERNO FEDERAL

Ramos entra com missão de mudar rumo da Secom

Mais Lidas