Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 12 de dezembro de 2018

Bovespa fecha em alta de 0,35% e dólar sobe

27 MAR 2010Por 04h:36
A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) teve jornada instável ontem. As ações valorizaram-se logo após o início das operações, mas no meio da tarde, as ordens de venda predominaram, levando a Bolsa para terreno negativo, com destaque para os papéis da Petrobras. Perto do encerramento, porém, o mercado ganhou fôlego novo. Na pauta dos agentes de mercado, Grécia e EUA praticamente monopolizaram as atenções. O Ibovespa, índice que reflete os preços das ações mais negociadas, subiu 0,35% no fechamento, batendo os 68.682 pontos. Nos EUA, a Bolsa de Nova York fechou em alta modesta de 0,08%. Somente as ações da Petrobras representaram mais de R$ 1,2 bilhão dos R$ 5,7 bilhões movimentados ontem na Bolsa. A ação preferencial (R$ 978 milhões em negócios) desvalorizou-se 1,98%, numa reação dos investidores à declaração do gerente de Relações com Investidores da Petrobras, Alexandre Quintão. Durante conferência com analistas, no Rio, o executivo afirmou que se o Congresso não aprovar a operação para capitalizar a companhia, a saída não será aumentar a dívida, mas sim, reduzir o plano de investimentos ou lançar ações na Bolsa, provavelmente montante entre US$ 15 bilhões e US$ 20 bilhões. “A gente trabalha com capitalização com cessão onerosa. Ela é extremamente necessária para o ano de 2010, para o Plano de Negócios de US$ 200 bilhões a US$ 220 bilhões. E se não tiver isso, vai ter que ajustar de algum lado. Ou você ajusta via capitalização (oferta de ações preferenciais na Bolsa) ou ajusta via redução de investimentos”, disse Quintão. “O mercado não gostou nada disso. Primeiro, reduzir investimentos é sempre visto como algo muito ruim. Depois, se a captação (via Bolsa) for mesmo entre US$ 15 bilhões ou US$ 20 bilhões, vai ter impacto na base dos minoritários. Ele (o minoritário) já vai perder dinheiro, e se o acionista não tiver capital para comprar um bom pedaço dessas (novas) ações, vai ter sua participação diluída”, comenta Erick Scott, analista da SWL Corretora. O dólar comercia l foi vendido por R$ 1,830, em acréscimo de 0,99% sobre a cotação de anteontem. A taxa de risco-país marca 183 pontos.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também