Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPEONATO BRASILEIRO

Botafogo atropela o Corinthians

Botafogo atropela o Corinthians
11/07/2012 20:46 - terra


O Botafogo estragou a noite de festa do Corinthians no Pacaembu. O clube paulista foi recebido aos gritos de "é campeão" pela torcida, distribuiu faixas aos jogadores pelo título inédito da Libertadores, mas quando a bola rolou foi dominado, e perdeu o confronto adiado da sétima rodada do Campeonato Brasileiro, na noite desta quarta-feira, por 3 a 1. Paulo André, contra, e Elkeson, duas vezes, marcaram para o atrevido visitante.

O resultado reflete o momento dos times na competição nacional. O Botafogo acumula a segunda vitória seguida, chega aos 15 pontos, e assume a quarta colocação. O Corinthians, campeão invicto da Libertadores, perde o quinto jogo no Brasileiro, e segue na zona de rebaixamento, na penúltima posição (19ª), com 5 pontos.

O Corinthians volta a jogar no Pacaembu sábado, às 18h30, diante do Náutico, pela 9ª rodada do Brasileiro. Já o Botafogo encara o Fluminense, no Engenhão, domingo, às 16h (horários de Brasília).

Sem os atacante titulares da Libertadores, Jorge Henrique e Emerson, poupados, o Corinthians foi inoperante ofensivamente. Alex em noite ruim errou diversos passes, tornando Romarinho e Elton presas fáceis para os zagueiros adversários.

O Botafogo dominou o primeiro tempo, mas viu o gol sair em um lance de sorte. Paulo André, aos 27min, marcou contra ao cabecear a bola em cruzamento de Andrezinho, o melhor jogador botafoguense na partida.

O panorama do jogo no segundo tempo foi inalterado. O Botafogo seguiu avassalador e o meia improvisado no ataque, Elkeson, marcou duas vezes, aos 11 e aos 23min. Sem protestar, a torcida corintiana foi recompensada com o gol de pênalti de Chicão, aos 44min em cobrança de pênalti, que fez os gritos de "é campeão" voltarem ao Pacaembu.

Felpuda


Alguns políticos estão se aproveitando deste momento preocupante de pandemia para sugerir projetos oportunistas que, em alguns casos, são de resultados extremamente duvidosos. O mais interessante – para não dizer outra coisa – é que se for analisado o desempenho normal dessas figuras, verifica-se que essa preocupação toda nunca esteve no topo das suas prioridades. Ano eleitoral é assim mesmo. Lamentável!