Campo Grande - MS, terça, 14 de agosto de 2018

Garotos da vila

Borges: 'quero ser mais um garoto'

3 JUN 2011Por terra15h:40

O atacante Borges não escondeu a alegria em sua apresentação no Santos. Na primeira entrevista oficial como novo reforço para a atual temporada, o jogador ressaltou ser comandado novamente pelo técnico Muricy Ramalho, com quem trabalhou no São Caetano e no São Paulo, e fez um pedido: "quero ser mais um garoto nessa molecada".

"Tenho muito a aprender com essa garotada. Vou aprender muito aqui, primeiro com o grande treinador, e também com esse grupo, que é vencedor. Quero ser mais um garoto no meio da molecada", disse Borges, que já treina com o grupo desde a semana passada.

O atacante também lamentou a chegada tardia ao elenco alvinegro, que está na final da Copa Libertadores - Borges já atuou na competição pelo Grêmio e não pode ser inscrito por outra equipe. "Da maneira que o Santos tem jogado a equipe cresceu, joga o melhor futebol do Brasil e fico triste por não vir antes", afirmou.

Precavido, o atleta também evitou traçar uma meta de gols para a temporada, mas promete empenho. Ele marcou 31 gols em 58 partidas em seu último clube, o Grêmio. "Na teoria é muito bonito, depois tem que ser na prática. As coisas acontecem quando você trabalha", declarou.

Para finalizar, Borges ainda colocou os pés no chão e preferiu não imaginar uma possível final do Mundial de Clubes contra o Barcelona, campeão europeu na última semana. "Primeiro tem a final da Libertadores, um passo de cada vez. O que vier depois, que o Santos seja campeão. Antes do Barcelona tem o Peñarol, então temos que ter os pés no chão", completou.

Borges chega para suprir as perdas dos atacantes Zé Eduardo, Maikon Leite e Keirrison, que deixam a Vila Belmiro após a Copa Libertadores. O Santos já havia anunciado Richely no último mês, mas ainda procura mais um reforço para o setor ofensivo.

Leia Também