quarta, 18 de julho de 2018

TURISMO

Bonito está pronto para receber 8 mil turistas no feriadão

8 OUT 2010Por ROBERTO COSTA11h:35

Considerado o principal polo de atração turística de Mato Grosso do Sul, Bonito, município localizado a 300 quilômetros de Campo Grande, está pronto para receber cerca de 8 mil visitantes durante o fim de semana prolongado em função dos feriados do aniversário de criação do Estado (11) e Nossa Senhora Aparecida (12).

De acordo com o prefeito José Arthur Soares de Figueiredo (PMDB), que nesta sexta-feira participou do programa Bom Dia Mega Notícias – Mega 94 FM, a cidade está preparada para recepcionar os visitantes. Ele acredita que o Bonito irá receber de 6 mil a  8 mil turistas. Ressaltou que existe espaço suficiente para receber os visitantes.

Além da rede hoteleira com mais de 4,5 mil leitos, Zé Arthur disse que a infraestrutura oferecida é satisfatória para abrigar e atender a contento quem visita Bonito. Segundo ele, na condição de polo turístico a cidade registrou em 2009 crescimento de 58% em relação ao ano anterior (2008). Ele acredita que em 2010 não será diferente.

Preços acessíveis

A variedade de belezas naturais existentes na região, conforme o prefeito, proporciona ao turista planejar com antecedência quanto pretende gastar. Os preços variam de 15 reais a 380 reais. Depende muito de quanto cada visitante está disposto a gastar em turismo e lazer. José Arthur concorda que “o importante é explorar de maneira racional o turismo, jamais o turista”.

O município vem explorando o turismo de maneira consciente, sem degradação, já faz um bom tempo. Pelo oitavo ano consecutivo o título de “Melhor destino de Ecoturismo do Brasil”, iniciativa da Editora Abril. O prefeito fez questão de destacar que Bonito é exemplo de ordenamento turístico ambiental.

O reflexo do turismo na economia da cidade, conforme o prefeito é muito grande. Cerca de 35% da receita da prefeitura advém do movimento na área do turismo (comércio, hotéis, restaurantes, passeios, etc.). A meta da administração municipal consiste em fazer do turismo a segunda maior fonte de economia.

Rede de esgoto

Por conta do apoio que tem recebido da Assembleia Legislativa, dos representantes do Estado na Câmara Federal e no Senado, e, principalmente, dos governos Estadual e Federal, Bonito conseguiu resolver um problema que antes comprometia a saúde das pessoas: a falta de esgotamento sanitário. A cidade, diz orgulhoso o prefeito José Arthur, dispõe de 100% de esgotamento sanitário, algo que é comum somente nos países do primeiro mundo.

A complementação da infraestrutura está sendo executada com a implantação de rede de galerias de águas pluviais e pavimentação asfáltica.  “Todas as ações administrativas executadas e/ou em execução objetivam a preservação das belezas naturais que transformaram Bonito em cartão-postal”, finalizou o prefeito.

Leia Também