Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

verão

Bombeiros orientam banhistas a ter prudência

9 JAN 14 - 16h:23Diário Online

Com registro de número elevado de vítimas de afogamento no ano passado, o Corpo de Bombeiros de Corumbá orienta a necessidade de prudência por parte da população. “Contabilizamos 13 mortes por afogamento em 2013, é um número elevado e que merece atenção, tanto da população como dos órgãos de segurança”, disse ao Diário Corumbaense o major Fábio Catarineli, subcomandante do 3º Grupamento de Bombeiros.

“Quando a população vai utilizar o rio Paraguai para se refrescar no calor, é essencial a observação do local onde está entrando. O rio Paraguai possui particularidades, não há uma precisão sobre sua profundidade e é um rio onde a água não é clara. Orientamos que as pessoas evitem os saltos, pois existem alguns acidentes de mergulho em que as pessoas fraturam crânio, pescoço e acaba sendo fatal”, alertou o subcomandante.

Outro alerta feito pelo major diz respeito ao uso do colete salva-vidas. “É essencial na hora da navegação. Houve situações que realizamos o socorro em que o colete salvou a vida dos tripulantes. É obrigatório o uso de colete em qualquer embarcação”, frisou.

 “Em 2012, tivemos ao longo do ano, cinco mortes por afogamento. Em 2013 foram 13 mortes, o que é considerado um número elevado. É difícil passar orientações de como se precaver ao tomar banho no rio, a melhor medida a ser tomada é não utilizar o rio para se banhar. Os que quiserem se refrescar, procurem um balneário ou uma piscina, a água é parada, visível e oferece segurança. Se algo acontecer, terão pessoas por perto, que com certeza ajudarão o banhista”, afirmou Catarineli.

A ingestão de bebidas alcoólicas também é apontada como problema. “O álcool deve ser evitado, tanto nas piscinas, como no rio. Ele faz com que a pessoa fique alterada e perca a noção, a sensibilidade”, disse. Os pais devem sempre estar atentos com as crianças e mantê-las por perto enquanto estiverem se banhando. As crianças não têm dimensão de profundidade nem de risco de vida.

Mais dicas dos bombeiros

O melhor local para se banhar é em um clube ou em uma piscina em casa, para isso, certas medidas devem ser tomadas como: evitar entrar na água após ter feito alguma refeição, pois isso pode causar indigestão, algumas pessoas até desmaiam por isso; ficar atento às crianças, pois elas não possuem noção de perigo e evitar pulos com piruetas, se a pessoa escorregar, o pulo pode ser fatal.

Para as embarcações que trafegam pelo rio a dica é que o condutor evite bebida alcoólica. Em caso de chuva, se aproximar do leito do rio, desembarcar as pessoas e aguardar em terra firme até que a tempestade passe. Colete salva-vidas é essencial durante todo o percurso de navegação, se algo acontecer, é ele quem salvará as pessoas. Noite não é hora de navegar, pois por falta de visibilidade pode ocorrer umacolisão entre embarcações.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Deputada do PSL cria campanha para Bolsonaro não ir à ONU
POLÍTICA

Deputada do PSL cria campanha para Bolsonaro não ir à ONU

Produto vencido poderá <br>ser trocado por outro grátis
DIREITO DO CONSUMIDOR

Produto vencido poderá
ser trocado por outro grátis

Justiça de SP aceita denúncia contra seguranças por tortura de jovem
BRUTAL

Justiça de SP aceita denúncia contra seguranças por tortura de jovem

Campo Grande recebe evento sobre investimento de imigração nos EUA
INFORME PUBLICITÁRIO

Campo Grande recebe evento sobre investimento de imigração nos EUA

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião