Quarta, 13 de Dezembro de 2017

DESPREZO À SEGURANÇA

Bombeiros alertam para falta de hidrantes em Campo Grande

3 JAN 2014Por DA REDAÇÃO00h:00

Reportagem na edição de hoje (03) do jornal Correio do Estado mostra que o maior município de Mato Grosso do Sul, Campo Grande apresenta problemas de município pequeno ainda. Um deles é no que diz respeito à estrutura para enfrentar grandes incêndios. Campo Grande tem apenas 20% dos hidrantes necessários, segundo levantamento feito pelo Comando Metropolitano do Corpo de Bombeiros. Hoje, 118 hidrantes funcionam na Capital, enquanto seriam necessários mais 441. O levantamento foi feito pelos bombeiros ano passado, após incêndios de grandes proporções na cidade.

Comandante metropolitano do Corpo de Bombeiros, coronel Jorge Kamimura, diz que a falta de hidrantes em Campo Grande é preocupante e atribuiu a defasagem à ausência de planejamento, principalmente nos picos de crescimento que o município teve, nas últimas décadas.

As atenções se voltaram para os hidrantes em Campo Grande após o incêndio da loja de utilidades domésticas Planeta Real, no início de maio. Na época, o hidrante de parede do Centro Comercial Afonso Pena, que funciona ao lado da loja, não funcionou e os bombeiros tiveram dificuldade para abastecer os caminhões com água, na região central. Um hidrante de passeio - aquele localizado, normalmente, na calçada - também no Centro não funcionou. A reportagem é de Patrícia Belarmino.

Leia Também