Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Bolsa inteligente evita que você estoure o limite de seu cartão de crédito

2 FEV 2014Por adrenaline03h:00

Depois do garfo que ensina você a comer no ritmo adequado, qual outro problema cotidiano você quer que seus objetos resolvam por você? Se está pensando em algo que controle seus gastos com o cartão de crédito, esta solução vai te interessar: o site de comparação de preços australiano Finder criou o projeto iBag (a patente do nome com certeza está pendente, e deve irritar uma certa empresa), uma bolsa inteligente desenvolvida para te impedir de gastar demais, já que você não consegue isto.

A bolsa vem equipada com um computador baseado em Arduíno, com um sistema de GPS interno. A iBag tem acesso ao seu perfil de gastos do cartão de crédito, e ao perceber que vocês está chegando em uma área em que "você costuma passar da conta", a bolsa manda um SMS para seu celular ou para outra pessoa, com uma mensagem do tipo "Alerta: Jen acaba de tirar sua carteira próximo a uma área de alto gasto".

Para evitar que você gaste demais, a bolsa usará de técnicas mais suaves, como acionar um LED vermelho indicando que você está em uma área de alto consumo, ou até partindo para a "grosseria", com um mecanismo que trava a abertura da bolsa nestes locais.

LEDs em ação

Para as feministas que se incomodaram com a escolha do formato do produto (uma bolsa feminina), os desenvolvedores do projeto afirma que o estilo foi escolhido baseado em uma pesquisa que aponta o publico feminino como o mais suscetível a gastos exagerados no cartão, mas sem descartar a possibilidade de criação de um equivalente para os homens.

O iBag tem grandes chances de não sair do papel, e irá depender do interesse pelo produto. No momento a Finder está registrando os potenciais compradores da bolsa, que será vendida pelo preço estimado de 199 dólares australianos (equivalente a aproximadamente 430 reais na cotação de hoje). Segundo a empresa, o principal objetivo do produto, na realidade, é a conscientização sobre um problema: um a cada quatro consumidores não pagam toda sua fatura no cartão de crédito, e quase metade destes fazem ao menos três compras impulsivas por mês.

Leia Também