Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Bolsa fecha em alta de 1,46% e dólar recua

10 MAR 10 - 10h:28
A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) ficou muito perto ontem de recuperar a marca dos 70 mil pontos, um patamar perdido há quase três meses – por conta do nervosismo do mercado com a situação da zona do euro, entre outros fatores. O índice Ibovespa bateu a maior pontuação desde 19 de janeiro. As ações da Petrobras puxaram a recuperação da Bolsa brasileira, respondendo por mais um quarto do giro total. O Ibovespa, principal índice de ações, subiu 1,46%, atingindo os 69.576 pontos. O giro financeiro foi bastante alto, de R$ 10 bilhões, bem acima da média de fevereiro (R$ 6,5 bilhões/dia) e da primeira semana de março(R$ 6,6 bi/dia). Nos EUA, a Bolsa de Nova York fechou em alta de 0,11%. O dólar comercial foi vendido por R$ 1,782, em queda de 0,33%. A taxa de risco-país marca 189 pontos, número 0,52% abaixo da pontuação anterior. O principal motor da recuperação da Bolsa de Valores foi a ação da Petrobras, alvo de “corrida” dos investidores, principalmente estrangeiros. Operadores destacaram uma ação de uma importante corretora, com vários clientes no exterior, que teria sido responsável por cerca de 30% dos negócios feitos ontem com o papel da estatal. Somente a ação preferencial movimentou R$ 2,48 bilhões, valorizando 2,24% no dia. A ação ordinária girou outros R$ 277 milhões, com ganho de 1,85%.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Jeep Compass estreia linha 2020, <Br>com novidades em todas as versões
CORREIO VEÍCULOS

Jeep Compass estreia linha 2020, com novidades em todas as versões

Após ataques, polícia reforça <BR>a segurança no Jardim Carioca
MEDO

Após ataques, polícia reforça a segurança no Jardim Carioca

Confira o horóscopo desta quarta-feira
ASTRAL

Confira o horóscopo desta quarta-feira

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta quarta-feira: "Os novos paradigmas"

Mais Lidas