segunda, 16 de julho de 2018

investimentos

Bolsa fecha em alta, apesar da crise europeia

12 JAN 2011Por São Paulo00h:00

O investidor manteve a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) no caminho da recuperação, apesar das preocupações com a crise europeia. Portugal enfrenta especulações de que vai pedir socorro financeiro para a União Europeia, mas, ontem, a notícia de que China e Japão devem comprar títulos desse país ajudou a aliviar parte dos temores do setor financeiro. O índice da Bolsa subiu e o dólar se manteve praticamente estável, com leve recuo de 0,05%.

Ainda no front externo, os resultados melhores do que esperado da Alcoa (fabricante de alumínio) abriram positivamente a temporada de balanços corporativos nos EUA, o que também ajudou no otimismo global.

O índice Ibovespa, que reflete os preços das ações mais negociadas, avançou 0,42%, aos 70.423 pontos. O giro financeiro foi de R$ 6,4 bilhões. O dólar comercial foi negociado por R$ 1,687, em leve recuo de 0,05%.

Os próximos dias devem ser decisivos para a Bolsa de Valores confirmar a tendência de alta, ou continuar "patinando", como visto nas semanas mais recentes.

No front doméstico, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) revelou que a produção industrial do país cresceu em sete das 14 regiões pesquisas, entre outubro e novembro. Na média nacional, a indústria apresentou leve queda de 0,1% na mesma base de comparação.

Leia Também