quinta, 19 de julho de 2018

BOVINOS

Bolívia já pode exportar sêmen e embriões para o Brasil

4 OUT 2010Por 12h:04

Após o II Fórum Internacional Brasil-Bolívia, novas parcerias comerciais entram em vigor entre os dois países. O encontro aconteceu em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, no último mês de setembro. Organizado pela Associação Boliviana de Criadores de Zebu (Asocebu) e a Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul (Acrissul), com a participação de autoridades sanitárias dos países vizinhos, as discussões concluíram que a Bolívia poderá exportar sêmen e embriões bovinos para Mato Grosso do Sul e os demais Estados brasileiros, e não apenas importar. 
De acordo com a diretora da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro), Maria Cristina Carrijo, que representou o governo do Estado Fórum, a Bolívia está apta a estabelecer este tipo comércio porque “possui animais de boa qualidade no entorno de Santa Cruz”.
Considerada a mais industrializada e desenvolvida da Bolívia, Santa Cruz de la Sierra é a capital do departamento de Santa Cruz, o mais rico do país. É também a cidade mais populosa e responde por mais de 30% do PIB boliviano.
“Não é possível no momento trazer animais vivos do país vizinho para o nosso devido aos métodos de sanidade. Mas já é um avanço estabelecermos a comercialização de sêmen e embriões congelados, desde que atendam aos protocolos de exigência sanitárias brasileiras, estabelecidos pelo Ministério da Agricultura”, afirma Carrijo.
No entanto, já se discute que o próximo passo do fórum internacional é buscar a liberação da exportação da Bolívia de reprodutores e matrizes em pé (vivos) para o Brasil, além da livre participação em feiras e exposições. 
O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento também participou da solenidade, representado pelo diretor do Departamento de Saúde Animal, Jamil Gomes de Souza.

Leia Também