Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Bolívia garantirá segurança na região onde brasileiros foram queimados vivos

17 AGO 12 - 13h:42agência brasil

O governo boliviano prepara plano de segurança para a cidade San Matías, na fronteira com o Brasil, onde dois brasileiros foram queimados vivos. Serão reforçadas as presenças militar e policial no município. A decisão ocorre no momento em que o governo brasileiro cobra providências para evitar que episódios semelhantes voltem a ocorrer.

Rafael Max Dias e Jefferson Castro Lima foram presos sob a acusação de matar três bolivianos para os quais tentavam vender uma motocicleta. Houve discussão e Rafael disparou contra os três. Presos, foram levados para a delegacia. Uma multidão indignada invadiu a delegacia e retirou Dias e Lima da cela. Na rua, foram linchados, os corpos encharcados com gasolina e queimados. Os policiais disseram que não houve como conter a multidão por falta de efetivo.

O caso gerou uma reação do Ministério das Relações Exteriores, o Itamaraty, que divulgou nota repudiando o episódio. “A Embaixada em La Paz foi instruída a manifestar às autoridades bolivianas repúdio ao crime que vitimou os cidadãos brasileiros, instando-as a adotar medidas que evitem a ocorrência de situações similares e a proceder às investigações necessárias com toda a celeridade e rigor”, diz o texto.

Ontem (16) o ministro do Governo da Bolívia, Carlos Romero, disse que há um projeto para construção de uma Estação Polícia Integral, destinada a fortalecer o efetivo policial e militar. “É uma área de violência intensa envolvendo drogas, carros roubados e a presença do Estado é fraca", reconheceu Romero. A região de San Matías fica perto de 100 quilômetros de fronteira, na qual vivem 70% de bolivianos e 30% de brasileiros.

Segundo ele, as autoridades bolivianas buscam os culpados pela morte dos brasileiros e investigam o crime atribuído a eles. Carlos Romero disse que as autoridades brasileiras serão bem recebidas para a colaborar nas investigações.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

FLÁVIO BOLSONARO

PL livra de punição agente que neutralizar quem portar fuzil

Proposta amplia ainda mais conceito de legítima defesa
LIBERDADE DE IMPRENSA

Jornalista morre após ser baleada em confronto na Irlanda do Norte

"Concorrência pressiona aumento na bomba", afirma Sinpetro
REAJUSTE COMBUSTÍVEIS

"Concorrência pressiona aumento", afirma Sinpetro

Fiéis enchem igrejas para as celebrações da Paixão de Cristo
SEXTA-FEIRA SANTA

Fiéis enchem igrejas para
as celebrações desta sexta

Mais Lidas