Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 11 de dezembro de 2018

RESULTADOS

BNDES registra lucro recorde de R$ 10 bilhões

21 MAR 2011Por agência brasil16h:31

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) obteve, no ano passado, lucro líquido recorde de R$ 9,9 bilhões. A expansão foi de 47,2% em relação a 2009 (R$ 6,7 bilhões), de acordo a instituição.

Segundo a chefe do Departamento de Contabilidade do BNDES, Vânia Borgerth, o resultado foi alcançado graças a três fatores. Um deles foi a Receita com Reversão para Risco de Crédito, de R$ 2,9 bilhões. Isso ocorreu graças à recuperação de créditos no montante de R$ 2,3 bilhões. Em 2009, o banco havia provisionado R$ 6 milhões para despesas com risco de crédito.

Essa é uma linha de despesa, esclareceu Vânia. “É algo que você faz como se fosse um colchão sobre expectativa de perda ou de risco de cada cliente.” Como o banco recuperou créditos antigos em 2010 que estavam provisionados, “aquilo que no passado eu tinha constituído de provisão para essa perda tem que ser revertido, porque já não tem sentido constituir esse colchão de prudência, dado que o crédito foi recuperado”. Quando se reverte essa provisão, ela entra como receita. Foi o que ocorreu em 2010, disse hoje a chefe do Departamento de Contabilidade do BNDES.

Outro fator positivo foi o crescimento, em relação a 2009, de 54,4% do Resultado com Participações Societárias, que atingiu R$ 2,2 bilhões em 2010. Para isso, contribuiu o aumento de 179,5% obtido com alienações de participações acionárias, em função da melhoria das condições de mercado, cujo resultado subiu de R$ 1,2 bilhão para R$ 3,2 bilhões no período.

Vânia destacou um terceiro motivo que levou ao lucro recorde do banco no ano passado. Foi a expansão do Produto Bruto de Intermediação Financeira em R$ 1,2 bilhão, ou equivalente a 20,9%. O crescimento pode ser explicado pela ampliação da carteira de crédito e de títulos e valores mobiliários do banco. Com isso, a carteira de crédito do BNDES totalizou R$ 362 bilhões em 2010, superando em 27,5% a do ano anterior.

Ela afirmou que a expansão é natural, uma vez que os desembolsos do BNDES aumentaram nos últimos anos. “Você pratica spreads (diferença entre os juros cobrados pelos bancos nos empréstimos a clientes e as taxas pagas pelos bancos nas captações de recursos) baixos, mas o que você não ganha em termos de receitas de juros, ganha em função do aumento do volume de intermediação financeira. Então, isso vai dar um ganho natural para você.”

Em dezembro do ano passado, o patrimônio líquido do sistema BNDES alcançou R$ 65,9 bilhões. Isso corresponde a um patrimônio de referência de R$ 83,1 bilhões. Em 2009, esse valor era de R$ 54 bilhões. Segundo o banco, o patrimônio de referência (PR) é a base que o Banco Central usa para definir limites prudenciais que devem ser seguidos por todas as instituições financeiras para a concessão de financiamentos. Significa que quanto maior for o patrimônio de referência de um banco, maior sua capacidade de conceder empréstimos.

O desempenho do BNDES em 2010 mostra ainda que o nível de inadimplência caiu de 0,20%, apurado em 2009, para 0,15% da carteira total, em dezembro de 2010. A chefe do Departamento de Contabilidade do BNDES admitiu a possibilidade de haver uma queda relevante da inadimplência nos próximos meses, porque “não tivemos grandes clientes se tornando inadimplentes no exercício de 2010”.

Os ativos do Sistema BNDES totalizaram R$ 549 bilhões no ano passado. O aumento observado foi de 42% em comparação ao mesmo período de 2009 e resultou dos repasses de recursos efetuados pelo Tesouro Nacional, no montante de R$ 105 bilhões.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também