Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

setores

BNDES destina R$ 330 mi para petróleo e gás

22 JAN 14 - 00h:00Agência Brasil

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou ontem (21) a aprovação de financiamentos no valor de R$ 329,7 milhões para a implantação de unidades de produção e manutenção de equipamentos para o setor de petróleo e gás natural nos estados do Paraná e do Rio de Janeiro.

Os projetos serão desenvolvidos pela Aker Solutions do Brasil. A primeira operação, no valor de R$ 200,4 milhões, contempla 77,6% do total a ser investido na implantação de uma fábrica de equipamentos submarinos em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba. Do total, R$ 1,5 milhão corresponde a subcrédito social e será destinado a investimentos, a serem definidos, voltados à comunidade do entorno do empreendimento.

Segundo o BNDES, a nova unidade produzirá sistemas e equipamentos submarinos, como árvores de natal molhadas (conjunto de válvulas instalado em poços de exploração de petróleo e gás natural que regula a produção utilizadas em plataformas de exploração off-shore) e sistemas de amarração e carregamento, entre outros itens, destinados a clientes de Macaé, no norte fluminense. O projeto introduzirá tecnologias inéditas no País, tais como sistemas marítimos de controle para os equipamentos submarinos (subsea).

Durante a fase de execução, está prevista a criação de 360 postos de trabalho temporários. Após a implantação do projeto, a empresa, que emprega diretamente 1.182 funcionários e indiretamente mais 605 colaboradores na divisão de equipamentos submarinos, ampliará esses quadros para 1.497 e 876, respectivamente.

A segunda operação de crédito prevê a implantação de uma unidade industrial para produção e manutenção de equipamentos para perfuração de poços offshore no país. A unidade será construída em Macaé e o BNDES prevê financiamento no valor de R$ 129,3 milhões – o que representa 82,4% do total investido.

Segundo o BNDES, será a primeira fábrica de equipamentos de perfuração de sondas offshore do Brasil e os pacotes de perfuração que serão fabricados no país representam de 30% a 35% do custo de um navio-sonda.

“O empreendimento permitirá cumprir as exigências da Agência Nacional de Petróleo [ANP] em termos de produção doméstica, ampliando gradualmente o índice de conteúdo local das sondas encomendadas pela empresa Sete Brasil”, diz a nota do BNDES.

Com a conclusão das obras civis, prevista para setembro, a nova planta deverá entrar em operação até dezembro deste ano. Durante a execução do projeto, serão gerados 250 empregos diretos e 100 indiretos. Após a conclusão, a divisão de ferramentas de perfuração de petróleo da Aker deverá ampliar seu quadro de colaboradores dos atuais 166 diretos e 29 indiretos para 455 e 316, respectivamente.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Deputada do PSL cria campanha para Bolsonaro não ir à ONU
POLÍTICA

Deputada do PSL cria campanha para Bolsonaro não ir à ONU

Produto vencido poderá <br>ser trocado por outro grátis
DIREITO DO CONSUMIDOR

Produto vencido poderá
ser trocado por outro grátis

Justiça de SP aceita denúncia contra seguranças por tortura de jovem
BRUTAL

Justiça de SP aceita denúncia contra seguranças por tortura de jovem

Campo Grande recebe evento sobre investimento de imigração nos EUA
INFORME PUBLICITÁRIO

Campo Grande recebe evento sobre investimento de imigração nos EUA

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião