Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

avenida

Bloco do Cibalena arrasta 30 mil em Corumbá

1 MAR 14 - 12h:30ANA CAROLINA MONTEIRO

                                                                                                                Fotos: Sílvio Andrade

A terceira noite de folia do Carnaval Cultural de Corumbá foi especial e teve como destaque o tradicional bloco de sujos Cibalena que, há 35 anos, arrasta foliões de todas as idades para a Rua Frei Mariano e Avenida General Rondon, transformadas na Passarela do Samba. Este ano não foi diferente.  O bloco foi para as ruas e animou uma multidão. Conforme informações do comandante do 6º Batalhão da Polícia Militar de Corumbá-MS, tenente-coronel, Joilson Queiroz Sant’Ana, o bloco levou cerca de 30 mil foliões à avenida.

Tradicional por sua irreverência, já que homens se vestem de mulher e as mulheres se vestem de homens ou outras fantasias, o Cibalena promove uma brincadeira sadia, popular, democrática e contagiante. O nome, segundo o presidente do bloco Erasmo Ferreira Neves, se deve ao seu Manduca, que trabalhava em uma oficina na Rua América com a Cáceres.

 “Em frente havia um barzinho. Como ele gostava de uma pinguinha, sempre pedia uma dose dizendo ‘me dá uma cibalena'. Num dia, época de carnaval, ele e um amigo pensaram em formar um bloco. Faltava o nome. Com o copo na mão, não pensou duas vezes: ‘cibalena”, comenta Erasmo, ao lembrar que, no início, no máximo 15 pessoas desciam para a avenida, “agora é uma tradição, não vai acabar nunca”, comemorou o presidente.

De tudo um pouco 

Entre os foliões, os personagens são os mais diversos, conhecidos de todos como o Chaves e a Chiquinha, além de figuras como a diabinha, ursinha, e a enfermeira.

Vânia a ‘Pantera’, como ela mesma quis se identificar, que participa dessa folia há sete anos, escolhe sua fantasia com tempo e segue a moda. “No começo eu saía de homem, mas com o passar dos anos, fui adaptando e hoje começo a decidir de que vou sair com uma semana de antecedência para ver o que é tendência e adaptar ao meu gosto e ao meu bolso”, revela.

Sabrina da Silva, que estava de mulher gato, diz que o legal é ver que os homens aceitam essa troca. “A verdade mesmo é que eles querem sentir como é ser mulher por um dia, afinal todos os homens têm uma mulher dentro deles. O único problema é se eles gostarem!”, brinca.

E o Cibalena não se resume apenas em descer a avenida. Na concentração é realizado um desfile para escolha da "Musa do Cibalena", em um palco improvisado na carroceria de uma carreta, com direito a corpo de jurado. Oito candidatos participaram este ano e cinco foram premiados com troféus. Em quinto lugar ficou Elias, a grávida; em quarto lugar a Dançarina do Ventre; em terceiro a Diabinha; em segundo ficou a Tia Nana, e quem arrebatou o primeiro lugar foi a Carmem Miranda que vence a prova pela segunda vez consecutiva.

Por trás da fantasia de Carmem Miranda se encontra o seu Messias Maciel Siqueira, 70 anos, que com muita energia e alegria resolveu homenagear essa grande atriz. “Participo do bloco há mais de 30 anos e como tenho uma fixação por Carmem Miranda, esse ano escolhi e caprichei no meu visual para mostrar ‘O que é que a baiana tem’ sem contar que não posso esquecer as pessoas que ajudam a me arrumar”, disse Messias ‘Carmem Miranda’ Maciel.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BR-262 deve receber reformas com investimento de R$ 22 milhões
EMENDAS

BR-262 deve receber reformas com investimento de R$ 22 milhões

Sucesso no Youtube, Nathalia Arcuri comanda "reality show" financeiro na tevê
TELEVISÃO

Sucesso no Youtube, Nathalia Arcuri comanda "reality show" financeiro na tevê

Filho de homem que roubou dinheiro de campanha morre em BH
JOÃO MIGUEL

Filho de homem que roubou dinheiro de campanha morre em BH

Câmara aprova dois projetos de amparo aos autistas
INCLUSÃO

Câmara aprova dois projetos de amparo aos autistas

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião