Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

IMPASSE

Bernal pode ser cassado se Câmara for despejada

20 FEV 14 - 00h:00DA REDAÇÃO

O presidente da Câmara Municipal, Mario Cesar (PMDB) está preocupado com a proximidade do prazo para despejo dos vereadores e a ausência de solução por parte do Executivo. Segundo Procuradoria Jurídica da Câmara, os legisladores serão despejados no dia 24 de abril deste ano. O peemedebista não descarta ato de “vingança” do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), mas alerta que a omissão do progressista em relação ao problema pode acarretar grave crime político-administrativo, fato que pode levá-lo a perda de mandato. A reportagem está na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

“Se a ideia é penalizar os vereadores, vai acabar penalizando Campo Grande porque o trabalho da Câmara não vai parar. Acho que se houver o despejo, vai ter muito problema do ponto de vista político-administrativo. Não será uma questão de briga com os vereadores e sim incorrer em crime político-administrativo, isso é muito sério”, avaliou. 

Diante das três opções ilustradas na última terça-feira (18) pelo líder do prefeito no Legislativo, vereador Marcos Alex (PT), sendo o Hotel Campo Grande, o espaço da Polícia do Exército ou o Centro Cultural Belas Artes, o que mais preocupa Mario é o tempo hábil para colocar os planos em prática uma vez que faltam apenas 64 dias para o fim do prazo estipulado pela Justiça. A reportagem é de Jéssica Benitez.
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Mais famílias campo-grandenses conseguem pagar as dívidas
APONTA PESQUISA

Mais famílias campo-grandenses conseguem pagar as dívidas

Agehab dá dez dias para mutuários regularizarem dívidas
INTERIOR

Agehab dá dez dias para mutuários regularizarem dívidas

União agilizará reconhecimento de emergência por queimadas em MS
DIZ MINISTRO

União agilizará reconhecimento de emergência por queimadas em MS

Investigações contra agressor de Bolsonaro podem ser retomadas
PRESO EM CAMPO GRANDE

Agressor de Bolsonaro pode voltar a ser investigado

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião