Campo Grande - MS, sexta, 17 de agosto de 2018

ITÁLIA

Berlusconni faz cirurgia no rosto por sequelas de agressão

7 MAR 2011Por EFE20h:15

O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, foi submetido nesta segunda-feira a uma operação de quatro horas no rosto, para tratar as sequelas da agressão sofrida em dezembro de 2009.

Em 13 de dezembro do ano passado, Massimo Tartaglia atirou uma miniatura da catedral de Milão contra o rosto de Berlusconi, que se preparava para deixar um comício de seu partido, o Povo da Liberdade (PDL). Com o impacto, o primeiro-ministro sofreu uma lesão interna e externa no lábio superior, que necessitou vários pontos, além da ruptura de um dente e uma pequena fratura no nariz, que não precisou passar por cirurgia.

Berlusconi mostra seus dentes em entrevista coletiva; ele levou um golpe no rosto com uma miniatura de estátua

Em um breve comunicado de imprensa, a Presidência do Governo italiano informou nesta segunda-feira sobre a operação.

"Hoje [...] Berlusconi foi submetido a uma intervenção cirúrgica maxilofacial de transplante ósseo e de implantação com anestesia geral", diz a nota. "A intervenção durou quatro horas e foi necessária para devolver a anatomia e a funcionalidade da mordida gravemente comprometida com o ataque".

Paolo Bona - 13.dez.2009/Reuters

Silvio Berlusconi deixa praça de Milão com o rosto ensanguentado após ser atingido por uma miniatura atirada por Massimo Tartaglia

Logo após a agressão na Praça do Duomo de Milão, Berlusconi passou quatro dias internado em um hospital e duas semanas longe da vida pública.

Com um histórico de problemas mentais, Tartaglia foi absolvido pela Justiça italiana --que determinou que fique sob liberdade vigiada por um ano e permaneça na comunidade terapêutica onde se encontra atualmente. Durante esse período, o italiano deverá seguir as regras e as prescrições do diretor do local e não poderá participar de manifestações públicas.
 

Leia Também