Domingo, 18 de Fevereiro de 2018

Belga pega 30 anos de cadeia por sabotar paraquedas de rival

22 OUT 2010Por BRUXELAS00h:30



Els Clottemans, uma professora belga, foi condenada a 30 anos de prisão por sabotar o paraquedas de sua rival em um triângulo amoroso, causando sua morte. Clottemans, 26 anos, teria cortado as cordas do equipamento de Els Van Doren, 38 anos, porque estaria com ciúmes de seu relacionamento com um outro paraquedista do mesmo grupo, o holandês Marcel Somers.
Van Doren, que era casada e tinha dois filhos, sofreu uma queda de mil metros de altura depois que seus dois paraquedas falharam, em novembro de 2006.

Pulo fatal
Van Doren pulou de um avião que sobrevoava a região de Zwartberg a 4 mil metros de altura com Marcel Somers e um segundo homem. Todos eram paraquedistas experientes.
Os três deram as mãos para realizar uma formação que havia sido ensaiada anteriormente junto com Clottemans, mas ela pulou um pouco depois do combinado.
Clottemans teria podido então ver o momento em que os três paraquedistas se separaram a mil metros de altitude para abrir seus paraquedas, com Van Doren tentando em vão acionar o seu.
A vítima morreu ao cair em um jardim na vila de Opglabbeek, depois que seus dois paraquedas falharam. A queda foi gravada por uma câmera presa ao capacete da vítima.
A polícia descartou a possibilidade de suicídio, já que testemunhas dizem que Van Doren tentou se salvar. Depois de descobrir que as cordas do equipamento haviam sido cortadas, a polícia prendeu Clottemans em janeiro de 2007.

Leia Também