Campo Grande - MS, sexta, 17 de agosto de 2018

Bebida fria e comida quente só causa sensibilidade dental

8 ABR 2011Por g105h:19

Logo após o programa Bem Estar desta quarta-feira (6), da Rede Globo, a nutricionista Beatriz Botéquio tirou as principais dúvidas enviadas pela internet.

A especialista disse que não há uma relação ml/kg, ou seja, entre a quantidade de alimento ingerida e o que pode ser bebido nas refeições.

Líquidos gelados com alimentos quentes podem causar sensibilidade nos dentes, mas dentro do corpo eles se adaptam à temperatura interna, destacou Beatriz.

Segundo ela, alguns chás ajudam no processo digestivo, mas em pequena quantidade (até 200 ml). Orientais e gaúchos que têm o hábito de tomar chás e chimarrão, respectivamente, devem fazê-lo de forma moderada, pois o excesso é capaz de prejudicar a absorção de nutrientes pelo organismo.

A nutricionista também afirmou que água com sabor só engorda se contiver açúcar e calorias na composição. Já beber cerveja em uma refeição tende a provocar uma maior sensação de estômago cheio e mal estar. Dois copos para o homem e um para a mulher são o limite máximo, alertou Beatriz.

Ainda de acordo com ela, quem toma sopa não deve ingerir outros líquidos de acompanhamento. E os que gostam de refrigerante devem saber que o gás desencadeia uma sensação momentânea de estômago cheio e de que a barriga aumentou. Se a bebida tiver muita caloria, aí sim pode se transformar em gordura.

Chás brancos e verdes são feitos com substâncias que ajudam a acelerar o metabolismo, mas não funcionam isoladamente, ressaltou a especialista. É preciso aliá-los a uma boa dieta e a exercícios físicos.

Por fim, Beatriz disse que, no café, a pessoa precisa optar por apenas um líquido (café, suco ou leite) para não prejudicar a digestão.

Leia Também