Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

BRASIL

Bebê abandonado no litoral de SP só recebe visita com autorização de juiz

Bebê abandonado no litoral de SP só recebe visita com autorização de juiz
25/04/2011 12:23 - G1


A recém-nascida que foi abandonada pela mãe em uma caçamba de lixo de Praia Grande, no Litoral Sul de São Paulo, há uma semana, continua internada na Unidade de Terapia Intensiva de um hospital da cidade. Ela só pode receber visitas com autorização judicial e, de acordo com os médicos, pode ir para um quarto nos próximos dias. O quadro clínico dela ainda é considerado grave.


A menina, que vem sendo chamada pelos funcionários do Hospital Irmã Dulce de Vitória, foi encontrada na noite do dia 18, enrolada em um saco de lixo, pelo catador Andrey Cotrin. Assustado, ele pediu ajuda em uma escola ali perto. Toda a ação, inclusive o momento em que a mãe da criança a deixa na caçamba, foi filmada por uma câmera instalada na via. A mulher está presa.

O Conselho Tutelar de Praia Grande informou que a recém-nascida não será mais encaminhada para a fila de adoção, pois a mãe e o pai foram identificados. Assim, os parentes da criança terão prioridade para ficar com a guarda. Como o caso ganhou repercussão nacional, muitas famílias apareceram para adotar a menina. Apenas após esgotadas as possibilidades na família é que a criança poderá ser encaminhada para adoção.

A mãe da criança, de 39 anos, foi presa neste sábado. Para a polícia, ela confirmou ser a mãe do bebê e disse que fez aquilo porque sofre de depressão pós-parto. A mulher contou que chegou a amamentar a criança, mas a abandonou cerca de sete horas após o nascimento porque seu atual companheiro não aceitou a gravidez. Ela teve a prisão decretada por 30 dias.


O pai da menina será colega de trabalho dela. Ele não quer se identificar porque disse ser casado e ter outros filhos.

Felpuda


Outrora afinadíssimo com o presidente Jair Bolsonaro, parlamentar sul-mato-grossense começou a ser escanteado em consequência de uma das crises políticas de grande repercussão. A figura entrou em campo e botou falação sobre o que estava ocorrendo, e isso soou que só como crítica pesada ao governo, que, como não poderia deixar de ser, não gostou nadica de nada. Há quem diga que o dito-cujo é muito levado “pelo sangue”. Então, tá!...