Quinta, 22 de Fevereiro de 2018

nova unidade

Base Aérea da Capital receberá outro esquadrão na próxima terça

16 JAN 2011Por 00h:00

A Base Aérea de Campo Grande receberá oficialmente, na próxima terça-feira, uma nova unidade da Força Aérea Brasileira (FAB), o Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento (EAS), também conhecido como Para-Sar. A transferência do esquadrão do Rio de Janeiro para Mato Grosso do Sul, iniciada em outubro do ano passado, abre caminho para a ativação do 1º Esquadrão de Operações Especiais, destinado à execução de missões que requerem alto grau de especialização em todo o território nacional, entre elas ações antissequestro, antiterrorismo e apoio a situações de invasão.

O novo esquadrão será formado com efetivo e estrutura operacional do Para-Sar e deve entrar em operação ainda no primeiro semestre deste ano, conforme informações da assessoria da Base Aérea de Campo Grande. A previsão é que 200 militares integrem o efetivo da nova unidade aérea, a quarta a ser implantada na capital sul-mato-grossense, onde já operam o 1º/15º Grupo de Aviação (Esquadrão Onça), o 2º/10º Grupo de Aviação (Esquadrão Pelicano) e o 3º/3º Grupo de Aviação (Esquadrão Flecha).

O Esquadrão Pelicano executa missões de infiltração e exfiltração de tropas especiais, busca e salvamento, busca e salvamento em combate e controle aéreo avançado. Já o Esquadrão Onça faz transporte de cargas, apoio a destacamentos de fronteiras e lançamento de paraquedistas, enquanto o Esquadrão Flecha executa missões de vigilância da fronteira oeste do Brasil e formação de líderes de esquadrilhas

A vinda do Para-Sar para Mato Grosso do Sul faz parte de planejamento de expansão da Base Aérea de Campo Grande, que nos próximos cinco anos deve receber ainda outras três unidades aéreas – um esquadrão dotado de veículo aéreo não tripulado (Vant), uma esquadrilha de artilharia terrestre e mais um esquadrão de defesa aérea, dotado de aeronaves caça A-1. A estruturação da nova unidade aérea será uma das atribuições do novo comandante da BACG, o tenente-coronel aviador John Kennedy Greiffo da Justa Menescal.

Transferido de Brasília, ele assumiu o posto na sexta-feira passada, substituindo o coronel-aviador Reynaldo Pereira Alfarone Júnior, que deixou o comando da Base Aérea para fazer o curso de Política e Estratégia Aeroespaciais, no Rio de Janeiro.

Leia Também