Quinta, 14 de Dezembro de 2017

'MAQUIAGEM' DE VALORES

Barcelona se revolta com acusação

11 JAN 2014Por TERRA07h:45

O Barcelona divulgou neste sábado um comunicado para responder às autoridades fiscais da Espanha. Estas, por sua vez, exigem informações detalhadas a respeito da transferência do atacante Neymar. Suspeita-se que o presidente do clube catalão, Sandro Rosell, tenha desviado parte dos fundos do acerto com valores diferentes dos declarados.

No comunicado, o Barcelona declara “sua mais enérgica indignação pelo relatório do Fiscal da Audiência Nacional (principal autoridade fiscal da Espanha) a respeito da contratação de Neymar da Silva Santos Júnior, emitido na sexta-feira”.

O clube classifica como “insólita” a ação da entidade que, “depois de haver solicitado os contratos com o jogador e as contas anuais do clube, solicita agora novos esclarecimentos, sem interessar a declaração do querelado”.

Na nota, o clube catalão afirma ser “difícil de entender” a solicitação de documentos da entidade à Fifa e ao próprio Santos, “já que o Barcelona se colocou à disposição da justiça”. A equipe afirma também que poderia disponibilizar os próprios documentos solicitados a terceiros, “como já havia feito no último dia 26 de dezembro”.

O Barcelona afirma ainda que a decisão judicial coloca dúvidas sobre uma “operação impecável” na aquisição do atleta, que permitiu ao clube contratar, por 57 milhões de euros, “um jogador invejado por nossos rivais”. “É criticável que se pratiquem novas investigações por condutas que estenderão sem necessidade um processo que sempre julgamos infundado e temerário”.

Por fim, o clube também destaca detalhes que o ajudaram na contratação do jogador, como o “caráter confidencial” para contar com os serviços do brasileiro. “Nossos rivais estavam dispostos a fazer a mesma operação e por muito mais dinheiro, mas o Barcelona se adiantou por experiência e habilidade de sua equipe de negociação”, destacou a nota, rebatendo acusações de “simulação contratual”.

Leia Também