Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

ABRINDO AS CONTAS

Barcelona: Neymar custou 86,2 mi de euros

24 JAN 14 - 16h:15FOLHA PRESS

Um dia após Sandro Rosell renunciar à presidência do Barcelona em virtude da polêmica envolvendo a contratação de Neymar, a direção do clube abriu hoje as contas da transferência.

O Barcelona afirmou que a diferença entre os 57,1 milhões de euros declarados como valor do negócio e os 95,1 milhões de euros publicados pelo jornal "El Mundo" não significam uma fraude, mas divergências na definição do custo de preferência.

Acompanhado do diretor de futebol Raul Sanllehi, o novo mandatário Josep María Bartomeu, abriu os detalhes do contrato. A conta eleva o custo do negócio, ignorando valores que Neymar ainda irá receber ao longo de cinco anos de contrato, para 86,2 milhões de euros.

"Não mentimos em momento algum. O pai do jogador, Neymar da Silva, autorizou o clube a levantar a confidencialidade do contrato porque considera injusto o que aconteceu. Muitos não perdoaram o seu filho por ter preferido vir para nosso clube do que para outros", afirmou Bartomeu.

Procurado pela reportagem, o pai de Neymar disse que ainda não irá se pronunciar sobre o assunto.

Segundo o Barcelona, os 57,1 milhões de euros apontados como valor da transferência são relativos aos 40 milhões de euros pagos à empresa N&N, controlada pelo pai do jogador, e mais 17,1 milhões de euros desembolsados ao Barcelona pelos direitos federativos do atleta.

Os outros 29,1 milhões de euros incluem um bônus de 10 milhões de euros a Neymar pela assinatura do contrato, 7,9 milhões de euros pagos ao Santos pela compra de prioridade de jovens jogadores do clube, 2,7 milhões de comissão ao agente de Neymar, -no caso, o pai do atleta; 4 milhões de euros de direitos comerciais, 2,5 milhões de euros repassados aos Instituto Neymar Junior e 2 milhões de euros para que a N&N garimpe outros atletas no Santos.

A diferença de 9,1 milhões entre o valor revelado hoje e o publicado pelo "El Mundo" deve-se aos dois amistosos negociados com o Santos, que, segundo o Barcelona, são gratuitos e não devem ser considerados. O time catalão, no entanto, precisaria pagar 4,5 milhões de euros por jogo se descumprisse o acordo -apenas uma partida foi realizada até o momento.

F"Fizemos um grande negócio e parece que temos que pedir perdão. É um prazer poder explicar o que aconteceu. O jogador veio ao Barcelona por uma oferta muito menor do que a dos outros clubes porque queria jogar aqui. Não nos desculparemos por esta contratação", completou o diretor de futebol do Barça, Raul Sanllehi.
 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Fortaleza: Bombeiros buscam sobreviventes em prédio que ruiu; uma pessoa morreu

ECONOMIA

Pan, BMG e Bradesco lideram ranking de reclamações contra bancos do BC

ECONOMIA

Superintendência do Cade decide arquivar inquérito contra bandeiras de cartões

BRASIL

Quadrilha desviava cartões de crédito remetidos pelos Correios

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião