segunda, 16 de julho de 2018

VIOLÊNCIA

Bandidos roubam R$ 300 mil em joias de família no Carandá

22 DEZ 2010Por VÂNYA SANTOS18h:46

Três bandidos invadiram uma residência de alto padrão e roubaram joias avaliadas em aproximadamente R$ 300 mil da família de um médico. A casa assaltada fica na Rua Vitório Zeolla, uma das principais vias do Bairro Carandá Bosque, região nobre de Campo Grande. O assalto teve início por volta das 11h e terminou cerca de três horas depois. O carro das vítimas, usado na fuga dos bandidos, foi abandonado no Bairro Monte Alegre.

De acordo com o adjunto da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), Fábio Peró, a casa fica ao lado de um terreno baldio e os assaltantes fizeram um buraco no muro, que dava acesso a residência do médico. Armados com dois revólveres e uma pistola, os bandidos entraram no terreno das vítimas por volta das 11h. O delegado explicou eles acreditavam que não havia ninguém no imóvel, por isso estavam aguardando a chegada da família.

Um advogado, filho do médico, ouviu barulho fora da residência e surpreendeu os assaltantes no quintal, ocasião em que foi rendido. Após ser surpreendido pelo advogado, o trio encobriu o rosto com capuz. O jovem não tinha a senha do cofre, por isso os criminosos esperaram a chegada de outros integrantes da família. Em seguida, a esposa e a filha do médico chegaram ao local e também foram rendidas. A mãe e os dois filhos foram amarrados e trancados num dos cômodos.

Do cofre os ladrões roubaram joias avaliadas em R$ 300 mil, além de notebook, TV de plasma e outros pertences não divulgados. Eles fugiram com um veículo Gol, das vítimas, que foi abandonado trancado momento depois do assalto, numa rua do Bairro Monte Alegre.

O crime será investigado pela Derf, que já tem algumas pistas, conforme o delegado Peró. "O local foi periciado e encontraram boas pistas. Contamos agora com perícia feita na casa e no veículo. Esse buraco indica que tenha sido aberto nesta noite (terça-feira) porque eles não estavam com ferramentas e o mato estava bastante amassado", adiantou, afirmando que os criminosos estavam cuidando o imóvel há muito tempo.

Leia Também