Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PROCURADOS

Bandidos invadem casa de dentista, fazem família refém e levam R$ 24 mil

Bandidos invadem casa de dentista, fazem família refém e levam R$ 24 mil
13/02/2014 10:45 - VÂNYA SANTOS


Um dentista de 33 anos teve a casa invadida por bandidos que fugiram levando mais de R$ 24 mil, além de joias e outros objetos de valor. O crime aconteceu por volta das 18h de ontem (12), no Bairro Jardim Mônaco, em Dourados.

O homem contou que chegou em casa com sua esposa de 35 anos e a filha do casal. Ele estacionou seu veículo, uma caminhonete Ranger, do lado de fora da residência e todos entraram no imóvel. Momentos depois, ele foi em direção a caminhonete, ocasião em que foi rendido por três bandidos que chegaram a pé no local. Um deles então colocou a mão na camiseta, fazendo menção de estar armado e anunciou “cala a boca, é um assalto, entra pra dentro”.

Os criminosos amordaçaram e amarraram o dentista com cintos e fios elétricos.
Um dos marginais então disse para a mulher “me falaram que aqui tem cofre e que no cofre tem joias e uma pistola”. Em seguida, ele foi direto para o cômodo em que estava o cofre, no closet do casal. Os demais passaram a revirar a casa em busca de objetos de valor.

A mulher foi obrigada a abrir o cofre, de onde os bandidos subtraíram várias joias e cheques que o dentista havia recebido de clientes, além de outros dois cheques, sendo um no valor de R$ 17 mil e outro de R$ 7 mil.

Não contentes, eles ainda vasculharam o interior de um outro veículo da família, onde encontraram R$ 50 e a carteira do dentista. Eles também perguntaram se na caminhonete havia dinheiro e, diante da negativa da mulher, disseram que dariam um tiro em sua cabeça se descobrissem que ela estava mentindo.

A mulher chegou a oferecer a Ranger aos criminosos, mas eles disseram que não tinham interesse no veículo. Eles colocaram todos os objetos de valor numa bolsa e ligaram para que um comparsa pudesse buscá-los numa quadra próxima a residência das vítimas.

Antes de fugir, o trio trancou a mulher e a filha no banheiro. Momentos depois, ela saiu do local, desamarrou o marido, acionou a polícia e descreveu as características dos bandidos que ainda não foram encontrados.

Felpuda


Apesar de ainda fazer certo charme no estilo “se chamar, vou pensar” é praticamente certo que ex-candidato ao governo do Estado nas eleições passadas não participará da disputa pela Prefeitura de Campo Grande. Nos meios políticos é falado que não se trata de “novidade” e que não haverá mais cavalo encilhado passando na sua frente. Ele ainda insinua que poderá voltar em 2022, mas há quem diga que não precisará pensar, pois faltará a tal da “chamada”.