Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quinta, 15 de novembro de 2018

BR-299

Bandidos atacam família, matam pai e deixam mãe e filhas feridas a tiros

9 JUL 2012Por TARYNE ZOTTINO14h:30

Donizete Prado, de 27 anos, morreu com um tiro na cabeça após o veículo em que viajava com a família ser atacado por homens armados ontem (8), em Sete Quedas (MS), na fronteira com o Paraguai. Sua esposa, de 36 anos, e as três filhas do casal, de 7, 15 e 19 anos, estavam no veículo. A mulher e duas das filhas ficaram feridas. 

De acordo com a polícia, as vítimas se deslocavam de uma fazenda para o município de Sete Quedas, onde moram. A família ocupava um veículo Fiat Uno de Jundiaí (SP), quando, ao passarem em frente a um bar na comunidade rural conhecida como Vila Sulina, começaram a serem perseguidos pelos autores. Os homens, que estavam no interior do estabelecimento comercial, teriam se apoderado de duas motocicletas e seguido a família. Foi quando um deles, garupa de uma das motos, teria começado a atirar contra o veículo, acertando Donizete com um tiro na cabeça. 

Como o motorista foi atingido, o carro ficou desgovernado e saiu da estrada de terra. Ao perceber que o marido estava morto, a esposa, teria retirado o corpo de Donizete do Uno para tentar dar a partida no veículo e continuar fugindo. No entanto, os acusados teriam voltado a disparar e a mãe foi atingida com um tiro no braço esquerdo. Sua filha menor, de apenas 7 anos, foi atingida por um na altura do maxilar e a adolescente de 15 anos saiu ferida com um tiro na perna direita. A outra jovem, de 19 anos, não foi atingida. Mãe e filhas foram socorridas por uma equipe da Polícia Militar e encaminhadas ao Pronto Socorro do Hospital Municipal da cidade, onde receberam atendimento médico.

Uma possível vingança pessoal contra Donizete Prado pode ter sido a motivação do ataque contra a família, segundo a polícia. Testemunhas teriam reconhecido dois dos homens, que seriam moradores de Paranhos. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil de Sete Quedas.  

(Com informações do A Gazeta News)

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também