Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

sábado, 23 de fevereiro de 2019 - 05h49min

Bandeirantes terá 1ª indústria de vestuário

16 MAR 10 - 07h:57
O município de Bandeirantes vai receber a primeira indústria de vestuário da cidade, que deve empregar até 100 funcionários. A Labhely Indústria e Comércio de Vestuário tem sua matriz em Santo Antônio do Sudoeste, no Paraná, onde a produção chega a 25 mil peças por mês. A empresa, especialista em calças sociais masculinas, existe há 18 anos e buscou a expansão para um Estado que oferecesse condições de desenvolvimento. “Queria muito vir para Mato Grosso do Sul por conta dos incentivos fiscais que o Estado oferece. Como houve o contato com o pessoal de Bandeirantes optamos por instalar a fábrica aqui”, contou o diretor-geral da empresa, Gilberto Santos. Para atender a demanda da empresa, a Faculdade de Tecnologia do Senai (Fatec- Senai) Campo Grande iniciou na segunda-feira, no município, o curso de costura industrial focado em tecido plano e calça social masculina. O trabalho, realizado em parceria com o Governo do Estado, Prefeitura de Bandeirantes e a nova indústria, vai qualificar 120 pessoas que serão distribuídas em seis turmas, duas em cada período. Serão 226 horas de treinamento em que os alunos vão aprender a confeccionar apenas calças sociais masculinas. O diretor da indústria disse ainda que após o término do curso, os alunos já serão efetivados e a produção deve começar. “Queremos atingir a meta de 12 peças por pessoas por dia e a intenção é chegar ao fim do ano com 100 funcionários”, declarou, acrescentando que as peças produzidas em Bandeirantes serão entregues às empresas C&A, Grupo Pão de Açúcar, Walmart e Pernambucanas.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Deputados militares defendem diferenciação na Previdência
REFORMA

Deputados militares defendem diferenciação na Previdência

Modernização do trânsito deve custar R$ 42 mi em quatro anos
ATÉ 2020

Trânsito da Capital terá R$ 42 milhões

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial deste sábado/domingo: "Cidade em movimento"

ARTIGO

Venildo Trevisan: "Maneira de amar"

Frei

Mais Lidas