POLÍTICA

Banda Onix, de Bonito, estará no Som da Concha

Banda Onix, de Bonito, estará no Som da Concha
09/02/2010 22:20 - CRISTINA MEDEIROS


A vida noturna de Bonito ganhou mais um reforço musical, com o swing da Banda Onix, que no dia 29 de março estará em Campo Grande acompanhando a cantora Morgana Zhen no show “Raízes” do Som na Concha, que terá abertura de Léo Oliveira. Com o slogan “É o novo balanço que chegou pra balançar” e formada apenas por rapazes, a Onix, como toda banda de pop rock que se preze, começou sua história numa garagem, a partir de um grupo de amigos, jovens músicos com um mesmo propósito: fazer som, tocar e se divertir. Desse ideal surgiu a primeira formação da banda na cidade de Bonito.

Com estilo pop rock e carisma dos meninos, a banda conquistou fãs, apresentando- se em eventos como a Festa Muvuca e em bares de cidades vizinhas, primeiro passo de muitos que até hoje estão sendo dados, em busca do reconhecimento nacional. De 2004 para cá, a Onix passou por várias formações e, embora alguns músicos não estejam mais tocando com o grupo, quando se encontram a “canja” é inevitável.

Na atual formação estão Júnior (vocal), Jefferson (vocal e violão), Josi (guitarra, violão e cavaquinho), Lauri (baixo e percussão) e Eduan (bateria). Com essa nova formação a banda que seguia a linha pop rock ampliou o repertório com samba, samba rock e forró. A proposta agora é gravar um CD e viajar.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".