Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

DIA MUNDIAL DA ÁGUA

Bacia do Alto Paraguai: a 'menina dos olhos' das águas

22 MAR 11 - 07h:31BRUNA LUCIANER

 

Ela tem 600 mil quilômetros quadrados; 60% deles em território brasileiro. Abrange 4,3% do território nacional englobando os Estados de Mato Grosso (48%) e Mato Grosso do Sul (52%). Estamos falando da Bacia do Alto Paraguai (BAP), que se reveste de grande importância no contexto estratégico da administração dos recursos hídricos do Brasil; não só pelo tamanho, mas por incluir uma das maiores áreas alagadas do planeta: o Pantanal.

Leve o conceito de “bacia” ao pé da letra e entenda geograficamente a BAP: nas “bordas” da bacia (planalto), estão as nascentes dos rios que formam o Pantanal. No “fundo” (planície), estão as áreas com características próprias de inundações sazonais. No planalto, as altitudes variam de 200 a mais de 1 mil metros e sua área é de 214,8 mil quilômetros quadrados, 59% da BAP. A planície tem altitudes que variam de 60 a 150 metros e sua área é de 147,5 quilômetros quadrados, 41% da bacia.

Os despejos de esgotos sanitários, a exploração mineral e o manejo inadequado do solo utilizado para plantio extensivo de soja e para pecuária de corte são os responsáveis pela poluição das águas na Bacia. Apesar disso, a qualidade das águas nas sub-bacias é considerada boa ou aceitável na maioria das regiões. No período de cheias há deterioração da qualidade das águas em vários trechos do rio Paraguai, pois há acumulação de material vegetal e sedimentos que consomem o oxigênio da água, causando mortandade de peixes (decoada).

Apesar da abundante disponibilidade de água, a BAP, incluindo o Pantanal, apresenta situações de escassez em determinadas sub-bacias e em determinadas épocas do ano. Esse ponto deve ser disseminado e levado em consideração por tomadores de decisão, técnicos e usuários, para que sejam induzidas políticas de aproveitamento das águas da bacia.

Rio Paraguai

O Paraguai, principal rio da BAP, nasce em território brasileiro e pertence à Bacia do Prata, cuja área é de 3,1 milhões de quilômetros quadrados, drenando quase 20% do continente sul-americano. Até a sua confluência com o Rio Paraná, o Paraguai percorre 2.612 quilômetros, sendo 1.683 em território brasileiro, com alguns trechos compartilhados com a Bolívia e o Paraguai.

Rios da Bacia do Alto Paraguai em território sul-mato-grossense

Correntes

Paraguai

Paraguai Mirim

Taquari e Taquari Velho

Piquiri

Jauru

Coxim

Aquidauana

Negro

Capivari

Miranda

Salobra

Nioaque

Nabileque

Aquidabã

Branco

Amanguijá

Perdido

Apa

Caracol

Vazões médias anuais dos principais rios de Mato Grosso do Sul

Paraguai  -  2.376 metros cúbicos por segundo

Taquari  -  320 metros cúbicos por segundo

Aquidauana  -  116 metros cúbicos por segundo

Miranda  -  87,6 metros cúbicos por segundo

Apa  -  81,3 metros cúbicos por segundo

Negro  -  50,6 metros cúbicos por segundo

 
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Vereadores reprovam aditivo <br>à obra do Reviva Centro
"MUITO CARO"

Vereadores reprovam aditivo
à obra do Reviva Centro

Menino de 11 anos morre em UTI e é a 5º vítima de dengue
DOURADOS

Menino de 11 anos morre em UTI e é a 5º vítima de dengue

POLÍTICA

Bolsonaro se reúne com seis presidentes sul-americanos

Cúpula regional deve formalizar criação do Prosul
Raio mata 21 cabeças de gado no pasto em Aparecida do Taboado
DESCARGA ELÉTRICA

Raio mata 21 cabeças de gado em Aparecida do Taboado

Mais Lidas