Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

MODELO DESAPARECIDA

Avó quer a guarda do bebê que pode ser filho de Bruno

1 JUL 10 - 06h:25
DANIELLA ARRUDA e Vânya Santos

A sitiante Sônia de Fátima Marcelo da Silva Moura, 44 anos, mãe da modelo e estudante Eliza Silva Samudio, de 25 anos, entrará na Justiça para tentar a guarda provisória do neto, até que o caso de desaparecimento da filha seja solucionado. Depois que a modelo desapareceu, a criança, de apenas 4 meses, foi entregue ao avô paterno Luiz Carlos Samudio e está em Foz do Iguaçu (PR).

Eliza está desaparecida há três semanas e, para a polícia, o principal suspeito é o goleiro do Flamengo, Bruno Fernandes, com quem a jovem teve um relacionamento. A modelo movia um processo na Justiça para que Bruno reconhecesse a paternidade da criança.

Sônia contou que a filha nasceu em Foz do Iguaçu e ela se mudou para Campo Grande em 1994, enquanto Eliza ficou com o pai e um tio materno, no Paraná. Em 1999, a jovem veio para a Capital, onde morou durante dois anos com a mãe. Depois ela retornou para Foz e aos 19 anos foi tentar a carreira de modelo em São Paulo.

A mãe contou que mantinha contato frequente com a filha por telefone e também por meio de um site de relacionamento na internet, no entanto, não se viam há quatro anos.

De acordo com Sônia, a filha se relacionou com o goleiro Bruno durante um ano, tempo em quem o jogador estaria separado de Dayane de Souza, com que é casado. “Ela engravidou e o pai não quis assumir a paternidade, mas minha filha jamais entraria com pedido se não tivesse certeza de que o filho era dele”, afirmou a mãe da modelo.

Conforme a advogada Maria Lúcia Borges Gomes, paralelo as investigações para esclarecer o desaparecimento de Eliza, a família tentará garantir a guarda provisória para que o bebê fique sob os cuidados da avó, que mora no distrito de Anhanduí, distante 56 quilômetros de Campo Grande.

Caso
Segundo amigas da modelo, Eliza foi para Minas no dia 4 de junho, para conversar com Bruno a pedido dele e desde então, não entrou mais em contato com ninguém. No dia 25, o bebê de Eliza foi encontrado na casa de uma amiga da mulher do atleta, Dayane de Souza, que foi detida pela polícia por subtração de incapaz e depois liberada.

Nesta semana, conforme informações do site Estadão, a polícia encontrou marcas de sangue no sítio e em um dos veículos de propriedade de Bruno, uma caminhonete Range Rover. As amostras foram enviadas para o Instituto de Criminalística de Belo Horizonte, que deve confrontar o material com o DNA de sangue recolhido do pai de Eliza. O teste não tem prazo para ficar pronto, segundo a polícia.

Ainda conforme o site Estadão, foi solicitada a quebra do sigilo telefônico da jovem, cujo último contato foi feito no dia 9, via celular, com uma amiga. Há suspeita de que ela tenha feito a ligação da propriedade rural pertencente a Bruno, em Contagem, onde o goleiro esteve entre os dias 6 e 10 do mês passado. A polícia também realizou buscas no imóvel nesta semana, recolhendo uma fralda e uma passagem aérea, além de roupas de mulher. A delegada Alessandra Wilke, que investiga o caso, trabalha com a hipótese de que Eliza teria sido assassinada no imóvel do goleiro e de que o crime tenha sido premeditado.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Câmeras de reconhecimento facial começam a ser instaladas nesta semana na 14 de Julho
SEGURANÇA

Câmeras de reconhecimento facial começam a ser instaladas nesta semana na 14

Tereza Cristina firma acordo técnico na Alemanha, passa por Itália e segue para a Índia
INTERNACIONAL

Tereza Cristina firma acordo técnico na Alemanha, passa por Itália e segue para a Índia

Município estuda agilizar emissão de notas para campanha de prêmios
SERVIÇOS

Município estuda agilizar emissão de notas para campanha de prêmios

Bolsonaro escala General Mourão para combater desmatamento na Amazônia
SELVA

Bolsonaro escala General Mourão para combater desmatamento na Amazônia

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião