Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CIDADES

Avenida levará o nome de José Barbosa Rodrigues

Avenida levará o nome de José Barbosa Rodrigues
15/07/2010 07:39 -


Silvia Tada

O professor, jornalista e escritor José Barbosa Rodrigues foi homenageado, ontem, pela Câmara de Vereadores e seu nome será eternizado em uma das maiores obras municipais, o Imbirussu-Cerradinho. O trecho da avenida que homenageia o ex-diretor do Correio do Estado foi o primeiro do projeto a ser iniciado pela prefeitura e fica entre a Avenida Duque de Caxias e a Rua Antônio Barbosa. A autoria da proposta é dos vereadores Mario César (PPS), Paulo Siufi (PMDB) e Cristóvão Silveira (PSDB) e foi aprovado por unanimidade.

A votação do projeto foi acompanhada pelo filho do professor J. Barbosa Rodrigues, jornalista Antônio João Hugo Rodrigues. Emocionado, lembrou que o pai já havia sido homenageado pelo Governo do Estado, no governo de José Orcírio Miranda dos Santos, emprestando seu nome ao prédio da TVE, no Parque dos Poderes. No entanto, o governo atual desfez-se da homenagem. “A agressão do André (Puccinelli, governador do Estado), agora é recompensada em dobro pelo carinho do Nelsinho (Trad, prefeito de Campo Grande)”, afirmou.

A trajetória de J. Barbosa foi enaltecida pelos vereadores, que declararam seus votos abertamente. Um dos autores do projeto, vereador Mario César, destacou que, ao lado da esposa, professora Henedina Hugo Rodrigues, exerceu o magistério de forma pioneira em Campo Grande, na década de 40, e, como diretor do Correio do Estado, “demonstrou o seu amor por Campo Grande e por sua gente, transformando o periódico em porta-voz da população” (leia discurso nesta página).

Os parlamentares lembraram o apoio dado pelo homenageado à cultura, ao esporte e à educação de Campo Grande, além de seu empenho e luta na criação do Estado de Mato Grosso do Sul. O presidente da Câmara, vereador Paulo Siufi, relatou que nunca viu “uma declaração de voto de tantas palavras bonitas e merecedoras”.

O professor J. Barbosa Rodrigues, que era mineiro de Poços de Caldas, faleceu no dia 19 de março de 2003, aos 86 anos.

Felpuda


Engana-se quem acha que diminuiu a voracidade de ter fatia de cobiçado bolo por parte de “quem manda”. O recuo realmente houve, mas só por enquanto e por uma questão de estratégia, até porque, nas primeiras investidas, as portas não se abriram. E continuam fechadas. Mas quem conhece bem a dita figurinha aposta que ela não desistirá até encontrar, digamos,  um “chaveiro amigo”. Essa gente não sossega nem diante da pandemia... Afe!