Campo Grande - MS, sábado, 18 de agosto de 2018

REAÇÃO

Avaí ataca, empata e elimina o Botafogo

20 ABR 2011Por g120h:54

Depois de sair atrás no placar, o Avaí foi para o ataque e, aos 42 do segundo tempo, graças a um pênalti polêmico de Lucas sobre Estrada fez, em cobrança de William, o gol que lhe garantiu o empate por 1 a 1 com o Botafogo (Loco marcou para o Glorioso. Com o resultado, o time catarinense está pela primeira vez nas quartas de final da Copa do Brasil por conta do critério de gols marcados fora de casa. No duelo de ida, no Rio de Janeiro, as duas equipes empataram por 2 a 2.

Ao final da partida, Loco Abreu e Marquinhos protagonizaram uma triste cena. O meia do Avaí teria provocado o atacante, que partiu para a briga. Alguns atletas e integrantes das duas comissões técnicas se envolveram, e a polícia teve que interferir para impedir que o tumulto aumentasse.

O Avaí terá que aguardar a próxima quarta-feira para conhecer o seu rival. Goiás e São Paulo fazem ainda nesta quarta o primeiro jogo entre eles. Na próxima semana, as duas equipes fazem o duelo decisivo para saber quem enfrenta o Leão. O time catarinense, entretanto, volta a campo neste domingo, contra o Figueirense. O jogo é válido pela semifinal do segundo turno do estadual.

Por sua vez, o torcedor do Botafogo terá que esperar um longo tempo até ver seu time em ação de novo. Eliminado também do Carioca, o Glorioso terá que aguardar o Brasileiro para ter um jogo oficial. O Palmeiras, no dia 22 de maio, é o primeiro adversário.

Táticas diferentes, resultado igual

O técnico Caio Junior surpreendeu ao escalar o Botafogo com três zagueiros, com Lucas Zen entrando no lugar do meia Everton. A intenção do treinador era dar mais liberdade para Cortês e Lucas atacarem. No lado do Avaí, Silas pôde contar com a volta de Marquinhos, recuperado de lesão. Apesar da vantagem de poder empatar em 0 a 0, o treinador do Leão escalou a equipe com uma postura ofensiva. Pelo que se viu no primeiro tempo, as duas táticas poderiam dar certo.

Com Cidinho bem marcado, o Botafogo teve problemas na criação de jogadas e pouco ameaçou o gol do Avaí. Mesmo assim, teve duas chances que poderiam ter resultado em gol. Na primeira, Herrera recebeu bom passe de Lucas, driblou o zagueiro, mas chutou para fora. Na segunda, Mattos tocou em profundidade para Cidinho que passou para Cortês chutar. O lateral acertou a trave de Renan.

Apesar das boas chances alvinegras, foi o Avaí quem mais teve o domínio de jogo. Rafael Coelho, logo no início, cabeceou muito perto do travessão. Foi o que bastou para a torcida se animar e apoiar mais o time: “vai para cima deles, Leão”, pediam. E foram atendidos. William, de costas, cabeceou com perigo ao gol de Jefferson. O goleiro fez difícil defesa. Pouco depois, Marquinhos arriscou de longe e também tirou tinta da trave.

Os times desceram para o vestiário com o 0 a 0 que classificaria o Avaí. Mas o Botafogo não podia reclamar da sorte. Por pouco, quase não termina a primeira etapa com apenas dez em campo. Herrera recebeu um amarelo depois de colocar a mão na bola em cobrança de falta. No fim da etapa, o atacante puxou a camisa do zagueiro Gian, mas levou apenas uma bronca do juiz e escapou da expulsão. A decisão deixou a torcida do Avaí revoltada.

Um gol para cada lado e classificação avaiana

As duas equipes voltaram com as mesmas formações para segunda etapa. Porém, ao contrário do primeiro tempo, quem começou com mais posse de bola foi o Botafogo. E o Alvinegro quase marca logo no recomeço da partida. Lucas Zen apareceu como homem surpresa no ataque e deu bonito passe para Herrera. O atacante, com boa visão de jogo, deixou Loco Abreu na cara do gol. O chute cruzado, entretanto, passou longe do gol de Renan.

Apesar do domínio botafoguense, o time de General Severiano não conseguia chegar ao gol. Por isso, o técnico Caio Junior optou por tirar João Filipe e colocar Everton no meio. Com isso, o Glorioso ficou com dois volantes jogando improvisados na defesa. A mudança deu certo.

Pouco tempo depois de entrar, Everton deu bom passe para Herrera na área. O atacante disputou com o goleiro Renan e perdeu. Mas Loco Abreu, que vinha atuando mal até então, ficou com a sobra de bola e mandou para o fundo do gol. Na comemoração, muita vibração do uruguaio.

O gol do Botafogo foi o suficiente para a torcida do Avaí perder a paciência e começar a chamar o técnico Silas de burro. Mas o Leão deu a resposta rápido em campo. Rafael Coelho recebeu livre e tentou encobrir Jefferson. O goleiro alvinegro, entretanto, fez grande defesa e impediu o empate da equipe da casa.

O Avaí seguiu na pressão para buscar o gol do empate que o colocaria nas quartas de final da Copa do Brasil pela primeira vez em sua história. Aos 39, William disputou uma jogada com Arévalo e caíu na área. O juiz nada marcou, irritando a torcida. Mas, minutos depois, Lucas se enrolou com Estrada e, dessa vez, o árbitro marcou o pênalti, em uma decisão polêmica. William marcou e garantiu a festa do Avaí.

No final da partida, Loco Abreu se desentendeu com Marquinhos e chegou a trocar agressões com ele. A polícia entrou em campo e impediu que a confusão aumentasse.

Leia Também