Sábado, 24 de Fevereiro de 2018

Trabalho

Autores amarraram vítimas e cortaram seus pescoços com faca

10 DEZ 2010Por NADYENKA CASTRO04h:50

De acordo com o delegado Edílson dos Santos Silva, da Homicídios, a execução do crime foi rápida. Segundo ele, as investigações mostram que Cristian e Weber entraram na residência normalmente, pois o segundo era amigo de Cláudia. Weber voltou ao carro e pegou cordas e novamente entrou na residência. Ele e Cristian tamparam a boca das vítimas com panos, amarraram os braços delas e depois as degolaram. A faca utilizada nos dois crimes é a mesma e não foi localizada. Inicialmente, havia informação de que elas tinham sido degoladas com fios elétricos.

Depois de matar as mulheres, os autores abriram o portão eletrônico da garagem, saíram levando o controle e depois jogaram o equipamento fora.

Antes de ser morta, Cláudia foi vista conversando com Alcides Guimarães Neto, pai de santo amigo dela, e esteve também com Lorraine. As duas lancharam na Panificadora Pão Bento. A polícia acredita que essa situação tenha sido provocada por Lorraine para facilitar a execução do crime e para que ela tivesse um álibi, pois as câmeras da padaria filmaram as duas no local.

Já Regina foi vista na faculdade e conversando ao celular, por volta das 22 horas, onde uma das frases dela à outra pessoa, de acordo com declarações de testemunha à polícia, foi: “Não. Não. Fala que você vai denunciar para a polícia, que eles vão ficar com medo”. (NC)

Leia Também