Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Autor de anúncio que 'vende negros' a R$ 1 no MercadoLivre é identificado

Autor de anúncio que 'vende negros' a R$ 1 no MercadoLivre é identificado
11/01/2014 03:00 - jornal do brasil


A Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, do governo federal, afirmou nesta sexta-feira, em nota, que identificou o responsável pela publicação de um anúncio que vende negros por R$ 1 no site MercadoLivre. 

Segundo a secretaria, em resposta à demanda da ouvidoria do órgão, o site encaminhou o nome do autor da publicação na tarde de hoje. Segundo o ouvidor Carlos Alberto Souza Junior, após o encaminhamento das informações, caberá ao Ministério Público a análise de responsabilidade. "É inaceitável a tentativa de desumanização da população negra, enquadrando seus indivíduos como mercadoria e remetendo os mesmos de volta à escravidão”, disse.

A secretaria afirmou que encaminhará ao Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) na próxima segunda, 13, o pedido de apuração de responsabilidade de crime de racismo e discriminação racial no anúncio. O autor pode ter como pena de dois a cinco anos de prisão, além de multa. “Apesar das ações afirmativas e dos avanços das políticas de inclusão da população negra, ainda, infelizmente, nos deparamos com atos de racismo e discriminação racial como o citado. A discriminação restringe e até anula as condições de igualdade, de direitos humanos e liberdades fundamentais dos indivíduos e enfraquece a democracia no país", afirmou Junior.

Em nota, o Mercado Livre repudiou o conteúdo da postagem e informou que os anúncios publicados têm mecanismos de denúncia. O site informou ainda que entregou os dados cadastrais e de acesso do usuário à Polícia Civil do Rio de Janeiro, após notificação oficial, para que o autor seja investigado. 

Anúncio similar foi postado no ano passado no mesmo site de vendas, que há época, também colaborou com a secretaria, disse a pasta em nota.

Felpuda


As várias e várias mensagens que vêm sendo trocadas em grupos fechados, e para poucos, são de que algumas alianças poderão acontecer, mas mediante a troca de comando em alguns órgãos importantes. Seriam entendimentos para atender siglas de matizes bem diversos que vêm tentando criar dificuldades para vender facilidades. Se as negociações forem concretizadas, tornarão os caminhos sem muitas barreiras. A conferir.