Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

RODOVIAS FEDERAIS

Aumento na fiscalização garante queda de acidentes e mortes durante o Carnaval

Aumento na fiscalização garante queda de acidentes e mortes durante o Carnaval
06/03/2014 18:00 - Gabriel Maymone


Com aumento no número de condutores abordados e de testes de alcoolemia realizados, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulga resultado positivo na Operação Carnaval 2014, com redução significativa no número de mortes nas estradas federais que cortam Mato Grosso do Sul. Enquanto que no ano passado foram sete mortes, neste ano o número caiu para dois no mesmo período. Uma redução de 71,5%.

Conforme o balanço divulgado na tarde desta quinta-feira (06), o número de acidentes também caiu. Foram registrados 117 acidentes em 2013 e 95 em 2014, uma redução de 18%. Isso se dá ao aumento na fiscalização. Foram 18.460 pessoas fiscalizadas frente a 14.360 no mesmo período do ano passado, um aumento de 32%. O número de testes do bafômetro realizados também aumentou. Foram 4.717 este ano, enquanto que em 2013 foram 4.096. Um aumento de 17%.

Nos 3.671 quilômetros de rodovias federais no Estado, a Polícia Rodoviária Federal contou com o reforço de policiais que cumpriram escala especial, incluindo os servidores administrativos, o que elevou o número efetivo.

Além da fiscalização nos 22 Postos do Estado, como é praxe em todas operações desse porte, a PRF disponibilizou equipes volantes nos pontos mais sensíveis das rodovias, ou seja, nos locais mais críticos com relação a acidentes, incidência de ultrapassagens proibidas, excesso de velocidade e outras infrações.

Com uma nova estratégia, ampliando para 10 o número de dias da Operação Carnaval (em 2013 foram 05 dias de operação) e o aumento no efetivo, pode-se ter uma fiscalização mais eficiente, o que refletiu em resultados positivos. Receberam especial atenção as BR 163 e BR 262, que são as que registram maior número de acidentes, além das regiões com apelo de festas carnavalescas, quais sejam: BR 163 no trecho Campo Grande/Coxim, BR 262 sentido Campo Grande/Corumbá, além da região de Bonito, Jardim e o sul do Estado.

Foram mobilizados mais de 400 policiais rodoviários federais, 60 viaturas, 25 Etilômetros (bafômetros), 15 radares portáteis (digitais) e 08 radares estáticos (fotográficos).

Além das estratégias acima citadas, o uso de novas tecnologias, como os radares móveis digitais e aparelhos de etilômetro, também contribuiu para redução da violência no trânsito nas rodovias federais, coibindo a prática de infrações, o que se reflete pelo aumento em 60% no número de autuações, mostrando a forte atuação fiscalizadora da polícia.

A avaliação da PRF sobre os resultados é positiva. “Pudemos colher bons frutos de uma árdua semeadura. Infelizmente duas vidas se perderam vítimas de acidentes nestes dez dias de operação, mas temos a certeza de que muitas outras foram preservadas, resultado de um intenso trabalho de fiscalização e educação para o trânsito realizado neste período”. 

Felpuda


A tal estratégia de jogar informações nas redes sociais com objetivo de prejudicar adversários está começando a gerar reações. Uma dessas figurinhas vai ter de explicar, na Justiça, o por quê de postagem trazendo suspeitas pesadas contra cabeça coroada, que não gostou nadica de nada de ver o seu nome sendo usado como “bucha de canhão” para fins eleitoreiros. Vem chumbo grosso por aí! E sai debaixo!...