quinta, 19 de julho de 2018

camex

Aumentado imposto de importação de produtos

19 FEV 2011Por AGÊNCIA BRASIL10h:03

Três produtos da Lista Brasileira de Exceções à Tarifa Externa Comum (Letec) tiveram a alíquota do imposto de importação aumentada pelo Comitê Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior (Gecex). São eles: difenilmetano diisocianato, luvas de látex e dos moldes utilizados nos processos de moldagem por injeção ou compressão.

O difenilmetano diisocianato teve a taxa alterada de 14% para 20%. O produto químico, que também é conhecido como diisocianato de difenilmetano ou MDI polimérico, é usado na produção de espumas rígidas para isolamento térmico.

A elevação da alíquota do produto foi consequência da crise econômica internacional de 2008 que provocou excesso do produto no mercado global, causando a diminuição dos preços e o aumento da oferta nos mercados emergentes, colocando em risco a produção do produto no Brasil.

No caso das luvas de látex (de uso não cirúrgico), a alíquota subiu de 16% para 35%. A mudança visa à consolidação das fábricas no Brasil, fazendo com que o país se torne independente da importação do produto. A taxa de importação das matrizes usadas nos processos de moldagem por injeção ou compressão foi alterado de 14% para 30%. O aumento foi necessário por causa da perda de competitividade da indústria nacional.

A elevação das taxas foi publicada ontem (18) no Diário Oficial da União e entra em vigor a partir de 1º de março.

Leia Também