Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Aumenta procura pelo seguro rural

1 FEV 10 - 06h:48
O seguro rural é mais procurado do que nunca em MS. Para ter acesso às operações de custeio do Banco do Brasil, o produtor precisa recorrer à ferramenta oferecida pela Aliança do Brasil, seguradora do banco. Esses contratos reduziram as perdas no campo e a necessidade de refinanciamento da dívida, um dos problemas crônicos dos produtores sul-mato-grossenses. “Tivemos um ano de problemas climáticos graves, como a estiagem que prejudicou o milho safrinha, mas o seguro cobriu os prejuízos e evitou que as dívidas precisassem ser renegociadas”, conta o gerente de agronegócios do Bando do Brasil, Loureno Budke. Segundo ele, um novo ciclo começou no Estado em relação ao crédito rural, movido pela mudança na postura do produtor e por exigências do governo federal. Em 1999, o banco Central obrigou instituições financeiras a fazer uma classificação de risco das operações de crédito. Para não perder pontos com o banco, os produtores precisaram se enquadrar a regras mas rígidas. “Passamos a fazer uma seleção de clientes e eles melhoraram. Depois que passaram a usar o cartão de débito para comprar pelo financiamento de custeio, conseguiram controlar os gasto”, conta Budke, que já ouviu de um produtor rural a aprovação do uso do cartão. “Ele me disse ‘até que enfim o Banco do Brasil acordou’”. (CHB)
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

ECONOMIA

Exportações de carne podem fechar 2019 com resultado recorde

Inca alerta sobre uso de dispositivos eletrônicos para fumantes
SAÚDE

Inca alerta sobre uso de dispositivos eletrônicos para fumantes

Aeronave do Esquadrão Pelicano da Capital vai auxiliar buscas por avião no Chile
FORÇA AÉREA

Aeronave do Esquadrão Pelicano da Capital vai auxiliar buscas por avião no Chile

SAÚDE

Teste da Anvisa encontra agrotóxicos acima do permitido em alimentos

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião