Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Audiência pública mostra impacto ambiental

15 SET 10 - 13h:51

O monitoramento dos efluentes, assim como as medidas para diminuir os impactos ambientais em relação à água, os impactos sobre a vida animal e vegetação da região onde será implantada a fábrica e todas as questões que envolvem meio ambiente estão entre os itens pontuados no EIA/Rima que a Petrobras protocolou junto ao Imasul e vai ser discutido em audiência pública, amanhã, em Três Lagoas.
O evento será realizado a partir das 19h no Centro de Eventos Leiloado, localizado no anel viário, na BR-262. A Audiência Pública atende às resoluções do Conselho Nacional do Meio Ambiente, da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (SEMAC), da administração municipal e tem como finalidade informar a população sobre os impactos do novo empreendimento no município. Sem a audiência, os órgãos ambientais não fornecem licenças prévias, para início das obras.
A Petrobras colocou ônibus à disposição da população, em seis pontos, incluindo a cidade de Brasilândia, para acesso ao local da audiência. O EIA/Rima está à disposição da população, no Imasul.
A UFN III deverá produzir cerca de duas mil toneladas de amônia por dia e 3.600 de uréia, tornando-se a maior fábrica de fertilizantes nitrogenados do Brasil. O fertilizante é um dos principais insumos para o crescimento e melhoria da produtividade agrícola nacional. Atualmente, o Brasil importa 70% dos insumos que consome. Ainda de acordo com o EIA/Rima, serão gerados 5 mil postos de trabalho durante a construção e pouco mais do que 505 empregos na fase de operação.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Delegacia da Capital passa a atender em novo endereço a partir desta quarta-feira
FIQUE ATENTO!

Delegacia da Capital passa a atender em novo endereço a partir desta quarta-feira

CCJ da Câmara adia votação da PEC da segunda instância
BRASÍLIA

CCJ da Câmara adia votação da PEC da segunda instância

Porto Murtinho entra em situação de emergência por conta de erosão em barragem
DECRETO

Porto Murtinho entra em emergência por conta de barragem

Estados discutem mudanças em regras para cobrança do ICMS
TRIBUTO

Estados discutem mudanças em regras para cobrança do ICMS

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião