Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

MINHA CASA, MINHA VIDA

Audiência debate hoje regras de financiamento

28 FEV 11 - 00h:01Osvaldo Júnior

Acontece na manhã de hoje uma audiência pública, na Câmara Municipal de Campo Grande, para discutir a regra da Caixa Econômica Federal que restringe os financiamentos pelo programa Minha Casa Minha Vida apenas a imóveis em ruas com asfalto e com acesso à rede de esgosto, água e luz elétrica.

A medida, anunciada dia 11, teria vigência imediata. O banco, no entanto, decidiu adiá-la para julho após pressões em todo o País e uma reunião, ocorrida em Brasília na sexta-feira, com uma comissão de deputadfos federais.

Entre os pontos a serem discutidos na audiência, conforme os pequenos construtores, estaria o alargamento do prazo para o início da vigência da regra, discussão que terá mudança de tom com nova decisão da Caixa.

Antes dessa decisão, o banco já tinha recuado levemente, aceitando incluir no programa os contratos aprovados até o dia 11 de fevereiro.

A decisão de adiar para julho o início da nova regra resultou de mobilizações em todo o país. Na sexta-feira, conforme informação do deputado Vander Loubet, uma comissão de deputados discutiu o assunto com dirigentes do banco. Dessa reunião, saiu a decisão do adiamento.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

PREFEITURA

Atos Oficiais do município de Campo Grande 22/03/2019

Governador acredita que decreto será “norteador” na defesa de rios
PRATA E FORMOSO

Azambuja acredita que decreto ajudará na defesa de rios

Equipe econômica revisa de 2,5% para 2,2% projeção para alta do PIB em 2019
MERCADO FINANCEIRO

Equipe econômica revisa de 2,5% para 2,2% projeção para alta do PIB em 2019

ENFRAQUECIMENTO

Derrotas recentes colocaram em xeque força da Lava Jato

Três ministros do STF viram exageros e espetacularização na forma como a prisão de Temer foi conduzida

Mais Lidas