Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Audi Q5 atrai pelo visual e tecnologia

29 JAN 10 - 01h:45FERNANDO MIRAGAYA, AUTO PRESS
No seletivo mundo das marcas premium, ser e incorporar novidades é indispensável. E é disso que se vale o Audi Q5. O modelo importado da Alemanha foi o último utilitário esportivo médio entre os fabricantes de luxo a desembarcar no Brasil. No mundo, nada mais fez do que seguir um caminho aberto pela BMW, com o X3, e acompanhado por Mercedes-Benz, com o GLK, e, de certa forma, pela Volvo, com o XC60. Mas por ter sido o último a chegar às vitrines brasileiras, em junho passado, eleva o Q5 ao posto de novidade no nicho. De quebra, ainda agrega um visual mais arrojado no confronto com os dois rivais alemães e uma dose de tecnologia bem superior à do modelo sueco. Por esses e outros motivos, o Q5 registrou uma média de 28 unidades mensais em 2009 – superior às 24 unidades/ mês do GLK e às 7 do X3, o mais antigo da turma. Só fica atrás mesmo do Volvo XC60, que teve 128 emplacamentos mensais em média. E por razões óbvias: o modelo sueco começa por menos de R$ 140 mil, bem mais barato que os concorrentes. O Q5 parte dos R$ 205.840 na versão 2.0 TFSI Attraction e chega a R$ 220.763 na intermediária 2.0 TFSI Ambient. A configuração top é a 3.2 FSI Ambition, que começa em R$ 263.300. O que o faz ter uma ampla faixa para brigar com o X3 – R$ 241 mil a R$ 269 mil – e com o GLK, cuja única versão vendida por aqui, a 280, parte dos R$ 225.500. Desde o modelo mais “simples”, o Q5 oferece equipamentos quase obrigatórios na esfera dos fabricantes de luxo. Na segurança, seis airbags – duplo frontal, laterais dianteiros e do tipo cortina –, controles eletrônicos de estabilidade, de tração e de descidas, freios com ABS, EBD e assistente de frenagem de emergência, faróis de xenônio com regulagem de altura e retrovisor eletrocrômico. No conforto, itens normais como ar-condicionado automático duplo, direção hidráulica, trio elétrico, revestimento em couro, banco do motorista com ajustes elétricos, computador de bordo e controle de cruzeiro. O modelo também traz sistemas de entretenimento e conectividade com nomes pomposos, encontrados em outros modelos da marca. Como o Audi Infotainment Plus, que conjuga em uma tela de 6,5 polegadas informações sobre ar, sensores, iluminação, temperatura externa e relógio. Dentro dele também está o Audi Music Interface, sistema de som com disqueteira para seis CDs, rádio, leitor de MP3 e WMA e entradas para USB e iPod, além de 10 alto-falantes e Bluetooth. O som pode ser manipulado pelos controles no volante multifuncional. A versão intermediária Ambiente custa R$ 220.763 e tem a mais, em relação à Attraction, sensores de obstáculos dianteiros e traseiros com auxílio gráfico, retrovisores externos com desembaçador e rebatíveis eletricamente, ar com três zonas, sensor de chuva e borboletas no volante para troca de marchas sequenciais. A transmissão, aliás, é a automatizada S-Tronic, com sete velocidades e dupla embreagem. Ela trabalha com a tração integral chamada pela Audi de Quattro e com o motor 2.0 com turbocompressor e injeção direta. O propulsor gera 214 cv de potência entre 4.300 rpm e 6 mil rpm. Já o torque máximo de 35,7 kgfm fica disponível a partir das 1.500 rotações até os 4.200 giros. O caso é que nessa configuração, as maiores bossas tecnológicas do Q5 só aparecem como opcionais. Casos dos faróis autodirecionais, do teto solar panorâmico e de outros sistemas mais sofisticados e com nomes garbosos. O Audi Side Assist é um sistema que inclui sensor de mudança de faixa e alerta para veículo nos pontos cegos nas laterais. O Keyless-go abre e trava as portas por meio de um sensor de presença. O Audi Drive Select configura suspensão, transmissão e direção para um modo de condução esportiva ou mais urbana. Além deles, a lista inclui ainda o controle de cruzeiro adaptativo, que monitora a distância mínima para o veículo à frente, e o sistema de som dinamarquês de alta definição Bang & Olufsen. Com todo este recheio, o preço do Q5 fica um pouco mais salgado: R$ 253.411. No seletivo mundo das marcas premium, realmente incorpora-se novidades em doses generosas. Mas cobra-se bem por isso.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Deputados afirmam seguir Bolsonaro mesmo sem candidatura em 2020
ELEIÇÕES 2020

Deputados afirmam seguir Bolsonaro mesmo sem candidatura em 2020

Escolas Cívico-Militares terão bombeiros e policiais em 2020
EDUCAÇÃO

Escolas Cívico-Militares terão bombeiros e policiais em 2020

Geração de empregos dobra em um ano em Mato Grosso do Sul
DADOS DO CAGED

Geração de empregos dobra em um ano em Mato Grosso do Sul

Quatis alimentados por moradores atacam animais domésticos
TOCAM O TERROR

Quatis alimentados por moradores atacam animais domésticos

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião