Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Atrações de Genebra

19 FEV 10 - 09h:53
A crise financeira global, de certa forma, mudou a postura da indústria automobilística. De tal maneira que o Salão de Genebra, que começa dia 4 de março e andava meio devagar nos últimos anos, voltou a atrair lançamentos interessantes e de ponta. E, dentro das novas diretrizes do setor, pelo menos para os olhos do mercado e do público, os holofotes no motorshow suíço vão focar nos compactos, com motores mais eficientes ou equipados com sistemas de propulsão ecologicamente corretos. O lançamento principal em Genebra é, sem dúvida, o novo Audi A1 (leia mais na página 4). Depois de muita expectativa e marketing, a marca das argolas vai estrear o seu menor modelo na Suíça, que reúne algumas características que ilustram bem as novas tendências do mundo sobre rodas. A Volvo também promete mais eficiência na nova geração do S60, que faz sua estreia europeia em Genebra - na verdade, o modelo foi mostrado no valorizado Salão de Chicago, que até bem pouco tempo atrás era uma pálida sombra do hoje esvaziado Salão de Detroit. O modelo prepara versões DRIVe, uma linha de motores trabalhada que anuncia emissões de CO2 inferiores a 115 g/km. O renovado S60 chegará ao Brasil no início de 2011. Antes disso, porém, é provável que o mercado brasileiro conheça a nova Kia Sportage, que compartilha plataforma com o Hyundai ix35, adotou desenho mais agressivo e faz sua estreia na Suíça. Na busca por eficiência, as marcas também querem provar que esportividade pode combinar com menor poluição. É o marketing da Porsche com a apresentação do seu 911 GT3R Hybrid. O cupê combina dois motores dianteiros que geram 81 cv. Mas na parte de trás, lá está o rotundo propulsor boxer 4.0 com seus generosos 486 cv. Nessa lógica de esportividade, até a pouco conhecida suíça Protostar aproveita que vai estar em casa para mostrar o Lampo², um conversível ousado e totalmente elétrico que promete um zero a 100 km/h em 5 segundos, máxima de 200 km/h e autonomia de 200 km. Os conceitos, como sempre, usam e abusam da tecnologia híbrida. A Citroën vai mostrar no evento o DS High Rider, apontado como o futuro DS4, segundo modelo da linha de luxo da marca francesa que começou com o DS3. O carro mescla um motor diesel com um propulsor elétrico traseiro. A parceira Peugeot faz o mesmo com seu SR1. O modelo que traz a nova logomarca da montadora debuta em Genebra com sistema Hybrid 4. O protótipo reúne motor 1.6 a gasolina com turbo de alta pressão de 218 cv e 29 kgfm, motor elétrico de 95 cv, câmbio manual de seis marchas e tração integral. Um modelo que dificilmente sairá do papel, mas que serve para ditar os futuros modelos da Peugeot.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta quinta-feira: "Mobilidade em pauta"

ARTIGO

Antonio Carlos Siufi Hindo: "Anátema"

Promotor de Justiça aposentado
OPINIÃO

Lucas Augustus Alves Miglioli: "Transação tributária com a União desafia Receita e devedores"

Advogado

Felpuda

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião