Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

COWBOY DA MARLBORO

Ator foi o 3º a morrer de doença relacionada ao fumo

29 JAN 14 - 07h:00terra

O ator Eric Lawson, que interpretou um cowboy nos anúncios da marca de cigarros Marlboro na década de 1970 e morreu no dia 10 de janeiro por insuficiência respiratória relacionada ao tabagismo, não foi o primeiro garoto propaganda da marca de cigarros a morrer de doença relacionada ao fumo.

De acordo com informações publicadas nesta terça-feira pelo site Mashable, o ator David Millar, primeiro a estampar as propagandas da marca, morreu de enfisema pulmonar em 1987, enquanto David McLean faleceu de câncer no pulmão em 1995. As campanhas da Marlboro ficaram famosas por trazer cowboys fumando em áreas tranquilas e com belas paisagens.

O ator Eric Lawson tinha 72 anos e faleceu em casa, em San Luis Obispo, na Califórnia. Ele fumava desde os 14 anos e participou dos anúncios da empresa entre 1978 e 1981. Durante a carreira, Lawson atuou em seriados como As Panteras e Baywatch. Em entrevista ao jornal Daily Mail, a esposa do ator afirmou que ele manteve o hábito de fumar até ser diagnosticado com doença pulmonar obstrutiva crônica – nome de uma coleção de doenças pulmonares que incluem bronquite crônica e enfisema. Além da mulher, Lawson deixa seis filhos, 18 netos e 11 bisnetos.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Com temperaturas perto de 40ºC, umidade do ar despenca em MS
ALTAS TEMPERATURAS

Marcando quase 40ºC, umidade despenca em MS

'Avenida Brasil' será reprisada no 'Vale a Pena Ver de Novo'
NOVELA

'Avenida Brasil' será reprisada no 'Vale a Pena Ver de Novo'

Desaparecido desde sexta, homem é encontrado morto em rio
PONTA PORÃ

Desaparecido desde sexta, homem é encontrado morto em rio

Preço da gasolina volta a subir <br>após duas semanas em queda
APONTA ANP

Preço da gasolina volta a subir
após duas semanas em queda

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião