Sexta, 23 de Fevereiro de 2018

mistério

Ator diz que celebridades de Hollywood foram assassinadas

29 OUT 2010Por Oscar Rocha09h:28

 

A realidade está batendo a ficção em Hoollywood. A notícia que se espalhou pelo mundo ontem, é de  deixar no chinelo qualquer roteirista imaginativo. Se for confirmado o que  Randy Quaid  diz, uma das histórias mais incríveis do mundo das celebridades  está se desenrolando na capital do cinema. Ontem,  ao pedir asilo ao Governo do Canadá, que o concedeu, o ator, conhecido por atuações em filme como “Independence Day” e “O segredo de Brokeback Mountain",  irmão do ator Dennis Quaid, disse que os atores David Carradine, Chris Penn e Heath Ledger, mortos recentemente em circunstâncias acidentais, na verdade, teriam sido assassinados por uma organização criminosa,  formada por “fiscais, corretores de imóveis e advogados”.
O ator e sua esposa foram detidos no último dia 21, quatro dias após chegar ao Canadá, em resposta a um pedido das autoridades americanas que emitiram um mandado de prisão contra o casal, acusado de vandalismo por um incidente ocorrido na Califórnia. Quaid  negou as acusações. “Não somos criminosos, nem fugitivos da Justiça e não estamos loucos”, disse as agências de notícias
O ator também repetiu sua tese de que oito atores amigos seus foram mortos e que ele e sua mulher estão na lista dos supostos assassinos. “Achamos que há um tumor maligno de assassinos de estrelas em Hollywood. “Acho que estes atores foram liquidados, e acho que muitos outros, como Britney Spears, Lindsay Lohan e Mel Gibson, estão sendo manipulados para obtenção  seu dinheiro”.
  

Leia Também